sábado, 12 de julho de 2014

Eduardo Campos com mais prestígio que a seleção em Araripina. Aplausus lotado para receber presidenciável, Paulo Câmara, Fernando Bezerra e Roberta Arraes


 
Concorrendo com a seleção brasileira, Eduardo Campos encerrou sua fala para um público que lotava o Clube Aplasus, em Araripina, no momento que o Brasil já amargava uma derrota de 2 x 0 para a Holanda. O evento marca o lançamento da campanha de Roberta Arraes rumo à assembleia legislativa e registra  o apreço que o presidenciável tem por Alexandre Arraes e Roberta. Em plena correria de uma disputa nacional, ele tirou uma tarde para vir a Araripina prestigiar o lançamento da candidatura de uma amiga de longas datas. Detalhe: no mesmo horário o Brasil estava em campo, motivo pelo qual os discursos foram abreviados, menos o dele, que empolga até em hora de jogo da seleção.
Eduardo pegou firme. Disse que Itamar entregou o Brasil a FHC melhor do que recebeu de Sarney; que FHC entregou o País a Lula melhor do que recebeu de Itamar e que Lula entregou a Dilma muito melhor do que recebeu de FHC, para resumir: "Por não saber ou não querer, Dilma vai deixar o Brasil pior em tudo do que recebeu". Campos também abordou a mesquinhez de Dilma e dos petistas que fazem terrorismo com o bolsa família, anunciando que vai aumentar o valor da mensalidade e também aumentar a quantidade de famílias atendidas.
O evento ocorreu numa tarde quente, com clube lotado, tudo adequado para Eduardo Campos transpirar muito e sentir fortes emoções.
Dificilmente o presidenciável retornará a Araripina antes de 5 de outubro. Foi sinal de prestígio de Roberta Arraes e cenário ideal para Paulo Câmara realizar imagens para seu guia eleitoral e largar firme na caminhada rumo ao Campo das Princesas. O afilhado político de Eduardo Campos já demonstrou muito progresso com o microfone, se comparado a sua vinda recente a Araripina. Na pele de um 'gerente ocupado' que não tinha tempo para falar até pouco tempo, quando cuidava de acompanhar todos os programas executados pelo governo do Estado. Câmara já chega a empolgar com sua fala e desenvoltura, sobretudo por seu passado de estudante dedicado e jovem simples que subiu na carreira graças a muito estudo e dedicação. Ser competente e dedicado, humilde e leal foram as principais credenciais que levaram Eduardo a escolhê-lo candidato a governador.

 
 
 
 

quarta-feira, 9 de julho de 2014

São João: TCE entendeu que denúncia da oposição foi vazia. Prefeito emite nota.


Tribunal de contas não acata denuncia de vereadores oposicionistas sobre São João de Araripina 2014


O prefeito Alexandre Arraes estará amanhã (10) na rádio Arari FM,no Programa Canal Aberto do Martinho Filho, às 07h concedendo entrevista onde repassará o parecer do Tribunal de Contas do
Estado que acatou a defesa do município referente ao São João de 2014 e rejeitou a denuncia dos vereadores oposicionistas de Araripina.
A administração cumpriu à risca tudo que preconiza a lei, trazendo novamente o caráter sério e ético em que a gestão “Unidos Por Um Novo Tempo” vem desenvolvendo em Araripina.

ASCOM – ARARIPINA

Mais um: Prefeita ligada a Armando Monteiro adere a Paulo Câmara



A prefeita de João Alfredo, no Agreste, Maria Sebastiana, do PTB, oficializou, nesta quarta-feira (9), a sua posição em favor do socialista Paulo Câmara, destacando que o seu município está sendo transformado por ações empreendidas nas administrações do ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB).
“A compreensão de que Pernambuco precisa continuar avançando fez mais um importante nome do PTB apoiar o candidato da Frente Popular, Paulo Câmara (PSB), na corrida pelo Governo do Estado”, anunciou a campanha socialista. A gestora é ligada ao ex-prefeito Severino Cavalcante, que está no palanque de Paulo Câmara.
Segundo os socialistas, a adesão de Maria Sebastiana à campanha de Paulo Câmara é a sétima entre prefeitos e prefeitas do PTB; e a 19ª no universo de toda a coligação adversária. Além de petebistas, a lista conta com gestores do PT, PDT e PRB.
“Estou aderindo em reconhecimento ao que o Governo do Estado vem fazendo em João Alfredo. Sou uma mulher de posição e não poderia ignorar o sentimento de gratidão que a população demonstra. Pernambuco deve seguir avançando”, defendeu Maria Sebastiana.
Já oficializaram apoio à candidatura de Paulo Câmara os prefeitos de Caruaru, José Queiroz (PDT); Cupira, Sandoval Luna (PDT); Gravatá, Bruno Martiniano (PTB); Panelas, Sérgio Miranda (PTB); Jucati, Gérson Henrique (PTB); Jupi, Celina (PDT); Machados, Argemiro (PT); Camutanga, Armando (PDT); Itaquitinga, Pablo (PDT); Gameleira, Yeda (PDT).
A lista segue com os prefeitos de Jaqueira, Marivaldo (PT); São José da Coroa Grande, Elienay de João Baleia (PDT); Abreu e Lima, Pastor Marcos (PT); Jatobá, Robson Silva (PT); Exú, Léo Saraiva (PTB); Moreilândia, Jesus Felizardo (PRB); Arcoverde, Madalena Brito (PTB); Santa Terezinha, Delson Lustosa (PTB); e Orocó, Dedi (PT), além de deputados, ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas.

Ordem frouxa


segunda-feira, 7 de julho de 2014

Aposentadoria de Raimundo Pimentel: Aumenta o racha entre deputado e Lula Sampaio


A foto acima é reveladora. Indica o tamanho do abismo existente entre Raimundo Pimentel e Lula Sampaio. O ex-prefeito perdeu o protagonismo para o futuro ex-deputado. Resta saber como ficará a equação quando a aposentadoria de Raimundo o colocar na mesma condição de ex que hoje vive Lula.
Os quatro vereadores de oposição em Araripina estão aí na foto: Evilásio Matheus, Luis Henrique, Aurismar Cordeiro e Genival da Vila. Lula Sampaio não está. A imagem é de hoje, tirada no escritório político de Armando Monteiro em Recife e, com a nitidez da lente, revela a 'performance mutante' do ainda deputado Pimentel. Dias atrás, os mesmos vereadores se reuniram com Armando Monteiro para traçarem o isolamento de Lula Sampaio. Uma fonte revelou que Lula sequer conseguiu emplacar a candidatura da filha Camila a deputado estadual, contrariando informações de que o ex-prefeito preferiu conciliar as várias facções. "Mande ele tentar lançar Camila pra ver se Armando retira Socorro!", retrucou uma fonte que se diz bem informada.
Há uma incógnita na foto acima. Até ontem todos os vereadores presentes a este encontro apoiavam Fernando Bezerra para senador e Fernando Filho para deputado federal. Resta saber se voltarão com o mesmo compromisso ou comprometidos com Luciano Bivar ou com outro candidato estranho ao ninho. Quem seria a figura simpática à direita da foto?
Outra pergunta: Os prefeitos que apoiavam Raimundo Pimentel estão relutantes ou aborrecidos com a decisão tomada?

Aposentadoria de Pimentel deixa militância oposicionista apreensiva em Araripina

Já estava tudo acertado entre os militantes de oposição em Araripina para o pleito de 2014. Em qualquer dos desfechos, no futuro governo de Pernambuco, a militância 'amarela' estaria 'de cima'. A lógica era a do voto camarão: Raimundo Pimentel para estadual e para governador o candidato de Lula Sampaio, pouco importando o voto para deputado federal. A indicação do cargo de diretor da Gerência de Educação foi o tranquilizante 'salvador'. O raciocínio era simples: Se fosse eleito Paulo Câmara, Raimundo Pimentel garantiria espaço; Se fosse eleito Armando Monteiro (em quem votaria e vota) a militância pró Raimundo, Lula Sampaio garantiria o mesmo espaço. Todos, sem exceção, acreditavam que, numa eventual vitória de Armando Monteiro, Pimentel anunciaria adesão antes mesmo da posse e passaria a comandar os cargos estaduais no Araripe. Agora, com a aposentadoria precoce do parlamentar, que desistiu de disputar a reeleição em prol da candidatura da esposa Socorro, só resta à militância apostar na eleição de Armando Monteiro e esperar que o grupo Raimundo/Lula não entre em atrito por razões obvias.
Por este motivo, e também por estarem começando a ver o peso da campanha de Paulo Câmara, os mais pragmáticos começam a traçar novas metas com vistas ao futuro próximo. Alguns já buscam espaço na campanha de Paulo Câmara e arriscam as primeiras críticas à postura unilateral de Raimundo Pimentel. Fato: Ninguém da base foi consultado.

A aposentadoria precoce de Raimundo Pimentel e a prefeitura de Ouricuri



Quando chegou em Araripina procedente de Alagoas, o médico Raimundo Pimentel tinha uma certeza e uma dúvida: A certeza de que entraria na política regional e a dúvida sobre a cidade a ser adotada como base - Araripina ou Ouricuri. Na dúvida, adotou as duas. Fixou residência em Araripina em frente a AABB e em Ouricuri, numa espécie de chácara na saída para Bodocó.
Na política, iniciou por Araripina apoiando Bringel para prefeito, assumindo via esposa Dra. Socorro a secretaria de saúde e, ele próprio, a Gerência Regional de Saúde em Ouricuri, por indicação de Valdeir Batista. Logo em seguida, se desentendeu com ambos, dando declarações bombásticas em emissoras de rádio, surpreendendo um então ingênuo na política, o empreário Valdeir Batista. Ainda hoje a fita k7 com os torpedos em forma de entrevista são guardados pelos interessados das duas cidades. Bringel também foi alvejado várias vezes durante o processo de rompimento.
Raimundo Pimentel tinha um objetivo: Ser deputado estadual. Para tanto, procuou um aliado em Arripina, o então líder de oposição Lula Sampaio, a quem se juntou para trocar apoios. Tentaram a primeira vez juntos e não conseguiram. Raimundo fracassou para deputado e Lula para prefeito de Araripina. Em seguida, a dupla Raimundo e Lula conseguiram ampliar o leque em Araripina, juntando um grupo de oposição com os ex-prefeitos Valmir Lacerda e Dionéa Lacerda e com o ex-governador José Ramos. Lula tentou mas não conseguiu a prefeitura. Raimundo se deu bem, conseguindo o seu primeiro mandato de deputado em 2002.
O objetivo maior de Pimentel sempre foi a câmara federal. As prefeituras de Araripina e Ouricuri seriam uma espécie de trampolim. Nunca conseguiu se firmar como liderança principal para pleitear o executivo das duas maiores cidades da região.

Na eleição passada, quando se formou a aliança que elegeu Alexandre Arraes prefeito de Araripina pelo PSB, Raimundo Pimentel foi convidado para ser o federal do grupo do eleição de 2016. De imediato aceitou, ou disse que aceitaria participar do grupo denominado frentão. Era avalizado por nomes de peso como Valmir Lacerda, Dionéa Lacerda, José Ramos e até mesmo pelo governador Eduardo Campos. Após sucessivas quedas do então prefeito Lula Sampaio, com quem rompeu e denunciou em várias entrevistas, Dr. Raimundo preferiu acreditar numa vitória da esposa na disputa pela prefeitura de Araripina. Se baseava em pesquisas que ainda não confirmavam a consolidação do nome de Alexandre Arraes, que ao final do pleito venceu por larga vantagem a concorrente Dra. Socorro.
Passado o pleito, o deputado se harmonizou com o Palácio, indicando cargos como a Gerência Regional de Educação. Recentemente espalhou outdoors alusivos a suposta escolha como deputado destaque para em seguida sinalizar com a desistência de concorrer a reeleição, primeiro deixando de visitar as bases e em seguida apresentando o nome da esposa para concorrer a sua vaga na assembleia pelo PSL.

A APOSENTADORIA PRECOCE OU A PREFEITURA DE OURICURI
Com a desistência de concorrer a reeleição para mais um mandato de deputado estadual, tendo em Araripina que se 'harmonizar' com vários subgrupos que sonham com a cadeira de prefeito, Raimundo Pimentel, segundo algumas fontes, já se prepara para atender no Hospítal Regional de Ouricuri, numa espécie de recomeço, para tentar a prefeirura daquele município e assim voltar a sonhar com voos mais altos. Raimundo Pimentel ainda é relativamente novo, apesar dos longos anos ocupando cadeira de deputado na Assembleia Legislativa de Pernambuco.
Independente de acordos que venha a fazer agora para somar apoios à candidatura da esposa em Araripina, dificilmente Dra. Socorro abrirá mão de disputar a prefeitura desta cidade. Aqui, como todos conhecem, ela tem mais inserção que o esposo deputado. Ou seja: Qualquer negociação em 2014 será nula de valor em 2016, da mesma forma que não valeram os acordos celebrados na véspera da eleição de 2012.

Paulo Câmara inaugura site oficial


Nesta segunda-feira (7), o candidato da Frente Popular ao Governo Estadual, Paulo Câmara, colocou no ar o seu site oficial.

Na página, o candidato elenca figuras públicas que serviriam de inspiração para o seu trabalho e vida política.

Entre os nomes destacados, Paulo Câmara reforça a amizade com Eduardo Campos, candidato à presidência da república; o escritor Ariano Suassuna, que já declarou o seu apoio à campanha; Miguel Arraes, com quem Paulo tem ligação histórica e emocional; o prefeito Geraldo Julio, seu companheiro de secretariado; além dos companheiros de chapa Raul Henry e Fernando Bezerra Coelho.

A página www.avanca.pe agrega as plataformas virtuais do candidato (Facebook, Youtube, Twitter, Instagram e blog), além de apresentar informações sobre a sua carreira profissional, detalhes da vida pessoal e principais lideranças envolvidas no projeto de manter Pernambuco avançando.

A navegação primou também pela uso mobile, tendo em vista que a conexão via internet celular tem crescido com consistência no Brasil e, no caso específico da campanha do PSB, corresponde a 50% da audiência online.

As propostas defendidas pelo candidato Paulo Câmara não poderiam estar de fora.

domingo, 6 de julho de 2014

Aécio começa por São Paulo


Lideranças do PSDB e de partidos aliados em São Paulo se reuniram, neste domingo (6), para recepcionar o candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil, senador Aécio Neves, durante visita ao 17º Festival do Japão, no Centro de Exposições Imigrantes.

O senador chegou acompanhado do candidato a vice-presidente pela Coligação Muda Brasil, senador Aloysio Nunes Ferreira, pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pelos ex-governadores José Serra e Alberto Goldman, além do deputado José Aníbal (PSDB-SP) e vereador Andrea Matarazzo (PSDB-SP), entre outros.

Para o deputado estadual Hélio Nishimoto (PSDB-SP), a visita de Aécio Neves é representativa não só para o estado de São Paulo como para a comunidade nikkei – japoneses e seus descendentes que vivem no Brasil.

“A presença do candidato à Presidência Aécio Neves para nós é muito significativa, porque ele começa a campanha dele de três meses aqui no nosso estado de São Paulo. Acho que é um prestígio para o nosso estado e para a nossa comunidade nikkei. Acredito que ele possa fazer muito para que essa integração japonesa e brasileira continue crescendo, do jeito que vem nesses 106 anos”, afirmou.

O vereador Aurélio Nomura (PSDB-SP) ressaltou a expectativa com a visita do candidato à Presidência da República ao 17º Festival do Japão.

“Ontem, eu andei aqui na feira comunicando a todas as pessoas que viria o senador Aécio Neves. Todos estão eufóricos, ansiosos em cumprimentar, porque querem conhecer o nosso futuro presidente da República. Todos estão empenhados na mudança do nosso país, e isso vai se iniciar por um dos primeiros compromissos do senador, aqui no Festival do Japão, que é a maior festa da colônia japonesa”, disse.

Ao lado de membros da Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil (KENREN), organizadores do evento, Aécio caminhou pelos estandes do festival, cumprimentou a população, provou da culinária nipônica e participou de uma tradicional Cerimônia do Chá. Ele também foi presenteado com um quimono Happi, traje típico japonês, e um boneco Daruma, para dar sorte.

Paulo sai na frente com material de campanha


O candidato da Frente Popular, Paulo Câmara (PSB), partiu na frente e inundou a capital do estado com seu material inicial de campanha. Da mesma forma partiu junto o companheiro de chapa ao senado, Fernando Bezerra, também do PSB.

Paulo começa campanha pelo interior de Santa Filomena. Gesto visa acentuar a marca da interiorização do desenvolvimento



A abertura oficial da campanha da Frente Popular foi marcada por simbolismos neste domingo (6). O candidato a governador da coligação, Paulo Câmara (PSB), escolheu Santa Filomena, no Sertão do Araraipe, para iniciar sua caminhada rumo ao Palácio do Campo das Princesas. Ao longo dos últimos sete anos e meio, o município deixou a condição de isolamento após importantes investimentos realizados pelo Governo Eduardo. Outro símbolo forte foi a determinação de Paulo em governar Pernambuco "do cais ao Sertão", garantindo os avanços do processo de interiorização do desenvolvimento iniciado por Campos.

Durante a caminhada pela feira no distrito de Socorro, em Santa Filomena, Paulo Câmara recebeu o carinho dos populares que já o reconheciam como o candidato de Eduardo e apontavam iniciativas como a pavimentação da ligação do município à PE-625; a implementação da escola semi-integral Raimundo de Castro e a construção de barragens e barreiros como exemplos da transformação promovida pela gestão Eduardo Campos no município e na região.

“Vamos trabalhar muito. Vamos mostrar a todos os pernambucanos que nós representamos a continuidade do Governo Eduardo. Mas vamos fazer mais; vamos avançar mais. E vamos fazer isso porque vamos trabalhar unidos. Vai ser trabalho, trabalho, trabalho, coração e vitória!”, assegurou Câmara, lembrando o ex-governador Miguel Arraes. “Ele já dizia: ' O possível a gente faz. O impossível o povo nos ensina a fazer'. Junto com o povo, nós faremos Pernambuco avançar ainda mais. Meus amigos, eu vou ser governador de Pernambuco em 2015. Nós vamos ganhar as eleições”, destacou o socialista, bastante aplaudido durante a sua fala.

De acordo com o candidato, Santa Filomena é tão importante para Pernambuco quanto cidades como Caruaru ou empreendimentos como o complexo Portuário de Suape. "Santa Filomena fará parte da nossa gestão como qualquer município do nosso Estado. Vamos estar aqui sempre que for preciso”, adiantou Paulo Câmara, que já havia encerrado, no dia anterior, a fase de pré-campanha em Granito, outro município do Sertão do Araripe simbólico para Eduardo. Lá, em 2010, o presidenciável recebeu a sua maior votação percentual: 99,01%.

“Antes de Eduardo, a gente era completamente esquecido. Nada era feito em Socorro ou em Santa Filomena. Foi só ele começar que tudo mudou por aqui. As coisas começaram a acontecer de verdade. Foi o único que veio, prometeu e cumpriu”, exaltou a professora Gilda Santana da Paz, de 51 anos. “Esperamos que Paulo Câmara possa fazer igualzinho a Eduardo: olhar por quem precisa mais. Ele vai ter a nossa confiança”, adiantou o comerciante Assis Elias de Lima, de 65 anos.

Esse reconhecimento e o desejo de continuidade serão honrados, segundo Paulo, com muita disposição para fazer Pernambuco seguir avançando sem distinção no tratamento dado aos seus 184 municípios.


Eduardo e Marina começam campanha pela periferia de Brasília


No primeiro dia de campanha autorizada pela Justiça Eleitoral, o candidato do PSB à Presidência da República, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, visitou neste domingo (6) a comunidade Sol Nascente, favela no Distrito Federal a cerca de 35 quilômetros de Brasília.

Acompanhado da candidata a vice em sua chapa, Marina Silva, e do candidato a governador do Distrito Federal pelo PSB, Rodrigo Rollemberg, Campos percorreu ruas da cidade, conversou com moradores, comerciantes e ouviu deles reclamações quanto à violência na região, ruas sem asfalto e falta de escolas na cidade.

Cercado por militantes do PSB, o ex-governador dirigiu críticas à política econômica do governo federal e às ações se segurança pública e educação. Ele duas promessas às pessoas com quem conversou: reduzir os índices de inflação e garantir escola de ensino integral, 'para que as mães das crianças possam trabalhar'.

Em uma das ruas do Sol Nascente, em Ceilândia, um morador que cobriu o rosto com uma camisa chamou Campos de 'ladrão' e disse que era para o candidato do PSB sair da cidade. Campos não respondeu e nenhum dos militantes discutiu com o homem.

Ao passar por lojas e barracas, ele conversou com jornalistas e criticou a quantidade de lixo e lama na principal avenida do Sol Nascente. No local, o candidato do PSB voltou a criticar o governo federal e afirmou que a população da região foi 'esquecida'.

'Esta comunidade do Sol Nascente representa todas as prioridades que nós chamamos a atenção nas nossas diretrizes, que são as prioridades da população. Eu fui andando, junto com a Marina, e perguntando o principal problema da comunidade. E todas as respostas vieram ao encontro do nosso programa', disse Campos.

Durante a caminhada pelo Sol Nascente, Eduardo Campos também dirigiu críticas ao governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), e disse que o governo deveria ter humildade e não disputar as eleições deste ano após o que ele chamou de “fracasso”.

O candidato do PSB afirmou ainda que o governo local 'fechou os ouvidos' e 'deu as costas para a população' mais pobre da região.

'Não se pode admitir que, a 35 quilômetros do Palácio do Planalto, em um estado governado pelo mesmo partido [PT], você ande em uma comunidade que sequer tem o lixo retirado das ruas. [O atual governo] não deveria nem disputar a eleição, deveria ter a humildade de dizer que fracassou”, disse Campos.

Marina Silva
A candidata a vice na chapa de Campos na disputa ao Planalto, Marina Silva, afirmou que há uma “triste realidade” no Brasil porque, segundo ela, a população mais pobre é esquecida. A ex-senadora disse que é preciso investir em segurança pública, saúde e tratamento de esgoto.

Segundo Marina, a decisão de iniciar a campanha eleitoral no Sol Nascente teve a intenção de mostrar que, a 35 quilômetros de Brasília não há saneamento básico, atendimento de saúde, educação, saúde, a população vive sem segurança e com esgoto 'a céu aberto' e com lixo jogador na rua.

'Uma comunidade em que a gente vê uma realidade tão triste. (…) Temos insistido que nós não vamos fazer uma carta aos brasileiros. Já tivemos um presidente que se elegeu fazendo apelo aos brasileiros, um presidente que pediu um voto de confiança. Nós teremos um presidente que vai se eleger com uma carta dos brasileiros, e não aos brasileiros', disse Marina ao se referir a Eduardo Campos.

sábado, 5 de julho de 2014

As bases que eram de Raimundo Pimentel migrarão para quem?


Dúvida na praça: Os prefeitos do PSB que em tese apoiavam Raimundo Pimentel farão migração natural para a campanha de Dra. Socorro ou passarão a apoiar um candidato do partido? Há quem pergunte de forma diferente: Tais prefeitos apoiavam mesmo Pimentel? Se apoiavam e se o lastro eleitoral era amplo, porque desistir de vitória que se dava como certa?
Respostas não serão dadas de imediato. Falava-se muito da força eleitoral de Raimundo em virtude de apoio dos prefeitos de Bodocó, Parnamirim, Orocó e Cabrobó. Todos socialistas. Fala-se agora que a promessa de Raimundo a este exército  é de espaço num eventual governo petebista. Seria o suficiente para mantê-los, já que a maior perspectiva de vitória é Paulo Câmara?

BLEFE
Ainda há quem acredite em blefe de Raimundo Pimentel. Segundo esta corrente de pessoas, Pimentel estaria apenas fazendo espuma para ampliar espaço no palanque socialista. Talvez tentando promover mudanças na coordenação da campanha de Paulo Câmara, vez que o parlamentar não aceitava bem tratar de questões eleitorais com Maurílio Sampaio, o homem de confiança do PSB no Araripe.

ILUSÃO
Outra corrente de pessoas ligadas a Pimentel já o destaca como futuro secretário de saúde de Armando Monteiro. Afirmam que isto foi devidamente acertado entre o deputado e o senador. Sonhar não arranca pedaço.

Por um erro, o do excesso de humildade, Lula Sampaio entregou o 'patrimônio' da oposição a Raimundo Pimentel em Araripina

"O ex-prefeito Lula Sampaio, na tentativa de agregar forças em prol de Armando Monteiro, acabou abrindo espaço para a caravana do deputado Raimundo Pimentel entrar com Dra. Socorro e tudo". Assim resumiu uma fonte ouvida por este blog acerca do episodio de lançamento da candidatura da médica Socorro Pimentel a deputado estadual, candidatura esta que tirou do ex-prefeito e petebista Lula o protagonismo na campanha de Armando Monteiro e, mais que isso, o controle das ações, com evidente afastamento das decisões sobre o futuro, independente de qual venha ser o resultado da disputa pelo governo de Pernambuco - vença Armando ou Paulo Câmara.
Lula Sampaio poderia ter ocupado todo espaço e protagonismo se, em vez de ouvir as forças ao redor, tivesse lançado o nome da filha Camila Sampaio na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa. Lula preferiu ouvir e tentar conciliar. Ponderou com Maria Augusta, que tem invergadura política, mas também até com médico ainda desconhecido, a quem poderia ter apoiado se este tivesse conseguido legenda no PMDB para sair candidato (traindo o partido na luta pelo Palácio). Tanto ouviu e tanto cedeu, que Raimundo Pimentel encontrou o espaço aberto e não vacilou. Lançou a esposa agora e consolidou o espaço da oposição para a mesma na disputa pela prefeitura em 2016, restando a Lula e a Maria Augusta o 'direito' de pleitear uma vice, isto se não aparecerem outros postulantes.

LULA DEVE SE DESLOCAR
É muito provável que Lula Sampaio se afaste do bloco de Raimundo Pimentel de forma definitiva, já agora, não apenas não votando em sua esposa. Ele já está sendo informado que Armando Monteiro costura o apoio de Maria Augusta e de outras lideranças à candidatura de Dra. Socorro, negociando espaço de vice-prefeito em 2016. Pelo seu tamanho em Araripina, é muito provável que Lula não ficará restrito a essas beiradas, preferindo se posicionar nas disputas de 2014 de forma mais incisiva e de 2016, desde já, ventilando o nome da filha para concorrer à prefeitura de Araripina. 'Pelo menos a garantia pública de que Camila seria o nome de Armando Monteiro para disputar a prefeitura Lula deveria arrancar', lamenta um lulista histórico contrariado com a perca de protagonismo do mesmo. Para este a ficha já caiu: Raimundo Pimentel ocupou o espaço de Lula e Socorro será a candidata de Armando Monteiro em 2016.

PT com medo do Pastor Everaldo. Evangélico é quarto nas pesquisas e participará dos debates da Globo.

Com 4% das intenções de voto, o Pastor Everaldo, segundo a Rede Globo, por ser um dos quatro primeiros colocados nas pesquisas, terá o mesmo tempo de cobertura de TV do que Dilma, Aécio e Campos. E garantia de participação no debate do primeiro turno, realizado pela emissora. Foi o que bastou para bater o pânico no PT, temeroso de perder os votos evangélicos e de que esta exposição do religioso determine, de uma vez por todas, a realização de um segundo turno.
Em 2010, Dilma teve problemas com os evangélicos, ao declarar ser a favor do aborto. Teve que abortar os seus princípios, fazer reuniões com as diversas religiões e realizar um amplo movimento para impedir que os votos dos fiéis migrassem para Serra e Marina. Conseguiu parcialmente. Várias medidas que tomou no governo, bem como a perseguição movida pelo PT ao pastor Marco Feliciano e Silas Malafaia, voltarão a ser tema de campanha. Com o Pastor Everaldo buscando exclusivamente o voto dos fiéis e com mesmo espaço na Globo, os mensaleiros têm mesmo que estar tendo xiliques.

sexta-feira, 4 de julho de 2014

X Exposição de Caprinos e Ovinos: Prefeito faz abertura com cem baias lotadas de animais de raça

Araripina emendou São João com Exposição de Caprinos e Ovinos e se deu bem. O Parque Dois Criadores está com as cem baias lotadas de animais de raça e muita gente percorrendo o local, seja por curiosidade, seja para fazer negócios. Criadores de vários estados vizinhos estão expondo e certos de que farão bons negócios, nessa que pode ser a maior feira de todos os tempos, justamente por marcar a retomada da ovino-caprinocultura, depois de seis anos de paralização da feira e de três anos de muita estiagem.
O prefeito Alexandre Arraes agraciou o criador e agrônomo Dr. Moacyr Ramalho com um troféu, em forma de reconhecimento pelo seu pioneirismo no melhoramento genético do rebanho regional. O próprio prefeito recebeu comenta por ser considerado 'amigo do criador'. O secretário de Desenvolvimento Rural, Brenno Ramos, já fala de sucesso do evento antes mesmo do encerramento, tamanho é o nível de acerto até agora.

Socorro Pimentel será candidata a deputado. Raimundo não teria viabilizado a reeleição. Lula Sampaio perde protagonismo no palanque de Armando Monteiro. Luciano Bivar será o federal da doutora.


A candidatura de Raimundo Pimentel vinha sendo dúvida nos últimos seis meses. Lula Sampaio não teria engolido a participação do deputado na sua 'degola' da prefeitura de Araripina e retirou o apoio, deixando fragilizada a candidatura do médico, que mediu e pesou, acabando por sentir os riscos de concorrer. Na dúvida, preferiu lançar a esposa pelo PSL, partido que está numa coligação aliada a Paulo Câmara. Isto, contudo, não é garantia de que a médica apoiará o candidato socialista. As primeiras informações dão conta de que a dupla Pimentel apoiará Armando Monteiro, jogando para um canto inexpressivo o ex-prefeito Lula Sampaio. Este ainda não reagiu ao golpe, mas é certo que não apoiará a médica, mantendo a palavra no apoio a Romário Dias.

SOCORRO NÃO CONSEGUIRÁ APOIO DOS VEREADORES PARA O SEU FEDERAL
Este blog entrou em contato com o vereador Evilásio Matheus. Duas perguntas: A candidata é Socorro ou Raimundo? "A doutora", respondeu. Seu federal será Luciano Bivar? "Fernando Filho", encurtou, acrescentando: "Fernando Filho será o candidato dos vereadores de oposição. Nada muda neste aspecto. Evilásio evitou comentar sobre os apoios fora de Araripina, resumindo que Raimundo Pimentel já vinha costurando há mais tempo esta saída. Mas garantiu que Socorro apoiará Armando Monteiro. Perguntei se Pimentel havia isolado Lula do comando de campanha do petebista. A resposta foi o silêncio. Outras fontes ouvidas pelo blog, sobretudo no meio empresarial, asseguraram que uma saída para diminuir o espaço de Lula Sampaio agora e seu afastamento de uma possível administração posterior já vinha sendo articulada. As pessoas que chegavam a Armando eram orientadas a isolar Lula, para que culminasse com a candidatura de Socorro Pimentel. Resta saber qual será a postura de Lula. O filme de 2012 deve está sendo repassado em sua cabeça.

BASES EM ABERTO
Ainda é dúvida o paradeiro dos prefeitos que, em tese, apoiariam a candidatura de Raimundo Pimentel. Sabe-se, contudo, que muitos são ligados ao PSB. Sabe-se, também, que Luciano Bivar é homem de muito dinheiro e que quer expandir seu território eleitoral além da Região Metropolitana. A dúvida, portanto, é esta: A suposta mala preta vai falar mais alto do que a fidelidade partidária? Se a posição de Evilásio Mateus e dos demais vereadores de Araripina for copiada região à fora, Luciano Bivar não terá muito êxito. Evilásio preferiu honrar o compromisso anterior e, juntamente com os demais colegas de bancada, manteve o apoio ao socialista Fernando Filho, uma forma de ser leal e ao mesmo tempo se livrar da praga da 'mala preta'.

terça-feira, 1 de julho de 2014

Ovelha e Bode: Araripina resgata tradição de apoio com X Feira e Exposição Regional de Caprinos e Ovinos


No período de 04 a 06 de julho o Parque 3 Vaqueiros será palco para a realização da 10ª Feira e Exposição de Caprinos e Ovinos de Araripina – PE. O evento possui como maior característica o envolvimento dos criadores e a recuperação da cadeia dos rebanhos da Região do Araripe e contará com cursos, palestras, julgamento das raças, entrega das premiações, desfile da Rainha da Feira e shows artísticos.
Com a realização da Prefeitura Municipal de Araripina, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativa Agropecuária Mista dos Criadores de Caprinos e Ovinos do território do Araripe – COAMCTA, o Parque está recebendo total revitalização para garantir segurança e qualidade nos trabalhos.
De acordo com o secretário de Desenvolvimento Rural, Brenno Ramos, todas as 124 baias já foram reservadas, o que prometerá sucesso no evento. A expectativa de público por dia é de 05 mil pessoas. A solenidade de abertura será na sexta-feira (04) às 10h e contará com a presença do Prefeito Alexandre Arraes e sua comitiva.
“Estamos animados, pois encontramos nos parceiros e em especial aos criadores de caprinos e ovinos um enorme reconhecimento do prefeito Alexandre Arraes de resgatar esta cultura importante que valoriza a economia e a cultura, quero em nome dele convidar todos os criadores e curiosos para participar deste grande evento que irá atrair pessoas de toda nossa região do Araripe para incentivar na criação das raças que serão apresentadas”, disse Ramos.

A Feira e Exposição contará também com nove stands e mais uma sala de conferência. Para quem desejar passar o dia inteiro e a noite o restaurante Bodega da Serra levará sua extensão para o parque e também o restaurante O Berro. Além disso, o evento será motivado com três grandes noites festivas com atrações artísticas, marcando ainda mais o evento que há mais de sete anos não acontecia no município, sendo resgatado na gestão “Unidos Por Um Novo Tempo”.
A Prefeitura recebe o apoio da Secretaria de Agriculta do Estado, SEBRAE, AD-Diper, IPA, UNIVASF, FACIAGRA, ADAGRO, Banco do Nordeste, Banco do Brasil, CHAPADA, FENAR e FAEPE.
ASCOM – PMA

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Aécio e Aluísio: Política café com leite oferece um 'pão com pão' na chapa mineiro-paulista.


Eduardo Campos não terá do que se reclamar da escolha de Aécio Neves na composição de sua chapa presidencial. O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) foi confirmado na manhã desta segunda-feira (30) como o vice na chapa presidencial do tucano Aécio Neves. Ex-deputado estadual, federal, ministro de duas pastas (Justiça e Secretaria-Geral da Presidência) na gestão Fernando Henrique Cardoso e secretário de José Serra na Prefeitura de São Paulo e no governo do Estado, Aloysio, 69, foi escolhido após fracassarem as tentativas de Aécio de usar a vaga de vice para atrair mais um partido de porte grande para a sua coligação.
Eduardo Campos, o outro adversário de Dilma, foi mais rápido e feliz na composição da chapa. Trouxe simplesmente para sua vice a terceira colocada na campanha eleitoral de 2014, a ambientalista e ex-senadora e ministra de Lula, Marina Silva.
Aécio acaba de provar que a reedição da política café com leite, aquela que tenta unir os votos de São Paulo e Minas para se contrapor ao resto do Brasil, desta vez virou sanduíche de pão com pão. Que seja bom apenas para Eduardo Campos e que sirva para o eleitor mais consciente, aquele que conhece as fragilidades do governo petista, fazer logo uma escolha pragmática no primeiro turno, a fim de levar para a disputa final com a turma da papuda um candidato com chances reais de vencer e de governar sem muitas tensões. O Brasil precisa vencer a estagnação e os preconceitos. Eduardo se mostra mais apropriado para o momento.

Luan Santana fez o Parque de Eventos ficar pequeno. 'Sessenta mil pessoas', afirmou o artista.


O artista do momento para a turma jovem, Luan Santana, foi o ponto mais alto do São João de Araripina 2014, dividindo a honraria com as bandas renomadas Aviões do Forró e Garota Safada. Ele provou que o Parque 3 Vaqueiros já está pequeno ou que a administração municipal 'exagerou na dose' na hora de escolher as atrações. A oposição, a quem compete criticar, deve escolher o melhor discurso para se opor a maior festa junina do interior do Estado.

O fato é que 'não coube' o povo, restando provado que a festa cresceu mais que o Parque e que cabe ao prefeito Alexandre Arraes buscar uma solução adequada para a Vaquejada, pois já coube a Luan Santana, que entende de público, fazer as contas. Segundo o artista, 'mais de 60 mil pessoas estavam na festa' e 'as porteiras precisaram ser fechadas' porque não cabia mais ninguém. Foi assim que reagiu a estrela do momento ao se emocionar com tamanho e recíproco público. r

Luan destaca Araripina em sua página no Facebook


"Araripina PE, o que dizer?! Simplesmente recorde histórico de público..portões fechados, gritos, sorrisos e muita emoção! Vocês foram maravilhosos". Assim comentou Luan Santana no seu perfil. Nada menos que 37 fotos foram postadas na página do artista apenas num primeiro momento. outras seguiram no mesmo ritmo. Imagens belíssimas de Araripina.
 Milhares de fãs curtiram e comentaram, muitos pedindo para a 'galea' daqui adicioná-los no facebook..

A festa e a oposição
Oposição sempre critica, sempre torce por uma faixa de protesto - ou a coloca, mas sempre faz festa e quer fazer melhor quando chega ao poder. Natural. Mais que natural. Lula Sampaio se elegeu prefeito falando mal das festas de Bringel. Quando sentou na cadeira e pegou a caneta, lembrou logo de Vitor e Leu.
Este ano a luta foi mais ferrenha, por ser véspera de período eleitoral. A licitação foi denunciada, uma espécie de manobra para desencorajar os empresários que alugam palco e barracas, ficando a insegurança como tempero. Os blogs ligados ao deputado Raimundo Pimentel falavam que a festa custaria 6 milhões de Reais. O prefeito emitiu nota esclarecendo que a licitação em curso atenderia a dois anos de eventos - duas festas juninas, duas vaquejadas, duas exposições e outros eventos de distritos. Não teve refresco. Por pouco a festa não foi cancelada. Restou a restrito grupo que torcia contra contra colocar algumas faixas no final do show de Luan Santana. Até agora não apareceram nas redes sociais, nem apareceu alguém para reinvindicar o protesto. Talvez apareçam quando a eleição esquentar.

ECONOMIA E ESPERTEZA
A crise financeira que afeta o Brasil é a maior dos tempos modernos. Este mês de junho foi o pior que se teve notícia para o comércio, indústria e serviços. Isto ficou evidenciado em vários momentos - Culpa de Dilma e da turma que está mandando no Brasil de dentro da Papuda.
Por outro lado, alguns barraqueiros sem uma exata noção da crise não entenderam o momento e tentaram cobrar R$ 20,00 por mesa no Parque de Eventos, alegando que as mesas eram alugadas. Resultado: A turma mais nova e 'esperta' comprou a bebida nos mercadinhos e levou para perto do palco. É preciso haver uma regra mais clara para isto. A festa é um conjunto, inclusive de harmonias. É lugar para todos terem alegria e alguns obterem seus lucros, inclusive amorosos, financeiros e eleitorais.
Na próxima, deve-se levar em conta todos os fatores. Os barraqueiros precisam entender que o visitante não é banqueiro e cobrar um preço que todos possam e aceitem pagar pela bebida e pelo petisco - mesa e serviço, nem penar em cobrar. Aí ficará bom para todos. Até para quem é de oposição.

Alexandre e Roberta
O prefeito Alexandre Arraes é discreto. Bem diferente de outros que passaram pelo poder em Araripina. Poderia ter comprado uma tonelada de fogos e ensurdecido a oposição na hora das principais atrações, aparecendo ao lado de artistas famosos em fotos e filmetes. Poderia até ter amplificado aplausos no sistema sonoro contratado pela prefeitura, como muitos fazem. Preferiu ser discreto. Cada um tem seu estilo.
Alexandre tem seu estilo e não vai mudar. Nem é na festa que ele mais aposta para eleger deputada a esposa Roberta. A festa ele diz que fez para manter a tradição e firmar Araripina no cenário nordestino e nacional, coisa iniciada nessa ordem de grandeza por Dionéa Lacerda. Para eleger Roberta ele adotou outra linha de atuação. Dizem que está calçando as periferias e que vai asfaltar boa parte da cidade quando acabar a Copa. Enquanto isso, a primeira-dama anda mais que má notícia pela região, amarrando novos apoios, inclusive tirados das costelas eleitorais do seu principal rival.
Resta saber quem Alexandre Arraes adotará como seu principal oponente em Araripina. Lula Sampaio que apoia Romário Dias e Socorro Pimentel que apoia o esposo Raimundo são os dois da lista restrita. Leonardo Farias e Boba Sampaio, que estiveram do outro lado na eleição passada, hoje estão no time de Alexandre e Roberta. Já curtiram o São João do msmo lado.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

2014: OS SINAIS DE DESESPERO OU DE DESTEMPERO E AS BAIXAS NAS BASES

Roberta Arraes estaria 'invadindo' as bases de Raimundo Pimentel e a militância do deputado devolvendo em ataques.

Muitas vezes os candidatos, sobretudo os detentores de mandato, pagam preços elevados em virtude de atos impensados de seus seguidores e até de auxiliares próximos.
Os ataques pessoais, ou divulgações de fatos distorcidos, muitas vezes têm efeitos contrários no médio prazo, terminando por sepultar personalidades.

As afirmações acima podem justificar o que vem ocorrendo de forma evidente em Araripina e o que pode está por vir. Explica-se: Enquanto um lado apanha nas redes sociais, o outro sofre baixas significativas nas suas bases. Há que se conferir o noticiário sobre a radiografia eleitoral no Araripe envolvendo Raimundo Pimentel e Roberta Arraes. Se as fontes não falham, um vai crescer e o outro vai encolher severamente.

Em Araripina, o grupo do deputado Raimundo Pimentel se esfacelou, com Lula Sampaio passando a apoiar Romário Dias e o irmão Boba declarando apoio a Roberta Arraes, um prejuízo eleitoral ainda indefinido para Pimentel. Em outras cidades da região, fala-se em baixas ainda mais significativas que não foram noticiadas. Tudo a conferir. Aguardem novas informações.

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Paulo Câmara no Araripe: Poder de ‘sedução’ do socialista lota aeroporto e câmara de Araripina.


Cumprimentos a uma multidão no aeroporto, entrevista em cadeia de rádio, 'palestra' na câmara de vereadores e visita/encontro com editores de blogs na casa do prefeito Alexandre Arraes preencheram a agenda de Câmara, Raul Henry e Fernando Bezerra em Araripina.

Com boa desenvoltura, conhecimento amplo das questões administrativas e um poder de sedução que parece inato e não apenas herdado de Eduardo Campos, o candidato do PSB ao governo do Estado de Pernambuco, Paulo Câmara, chegou em Araripina se deparando com um ‘mar de gente’ no aeroporto local. “Depois de encontrar dificuldades para atravessar as nuvens densas no entorno do aeroporto, sentimos dupla alegria: a de avistar o aeroporto e poder posar e sobretudo a alegria de encontrar um mar de gente e de animação”, relatou o candidato a vice da chapa majoritária da Frente Popular, deputado Raul Henry (PMDB).
Após longo percurso de cumprimentos e apresentações a lideranças regionais, Paulo Câmara se dirigiu aos estúdios da Rádio Arari FM, onde concedeu entrevista ao lado de Raul Henry, Fernando Bezerra Coelho e Alexandre Arraes. A fala foi transmitida em cadeia de rádio envolvendo Arari, Grande Serra e Olho D’água FM. A entrevista teve dupla condução: Martinho Filho e Genival Souza. Em seguida, o pré-candidato socialista se dirigiu à Câmara de Vereadores, onde outra aglomeração de aliados o aguardava. Na casa legislativa foi saudado pelo presidente Luciano Capitão e pelo prefeito de Araripina Alexandre Arraes, companheiros de partido. Coube exatamente ao prefeito deste município elencar algumas obras estruturadoras demandadas pela população local. Câmara anotou uma a uma e se comprometeu com todas, inclusive com a estrada asfaltada ligando Lagoa do Barro à BR 316.
No seu discurso, o 'herdeiro' de Eduardo Campos empolgou a militância em virtude de duas características essenciais: humildade e atenção. Bem distante do que se espera de um técnico – como de fato o é – o candidato escolhido por Eduardo Campos deu sinais claros de que vai entrar para vencer sem mudar seu jeito de ser, apenas lapidando-o e colocando-o em benefício próprio.

NA CASA DO PREFEITO, MOMENTO COM A IMPRENSA
Na casa do prefeito anfitrião, os pré-candidatos tiveram um momento exclusivo com editores de blogs da região, onde discorreram sobre a calorosa recepção, o crescimento nas pesquisas e a questões mais específicas da economia local, com ênfase para agricultura e setor gesseiro. Neste particular, Câmara foi enfático ao esclarecer que acredita basicamente na introdução de novas tecnologias e na capacitação direcionada da mão-de-obra visando atender às demandas locais através de faculdades e escolas técnicas voltadas para clientelas específicas.

AS PESQUISAS E A VIRADA
Fernando Bezerra, candidato a senador e mais experiente nas questões políticas sertanejas, falou de pesquisas e profetizou: “Onde primeiro Paulo Câmara vai ultrapassar seu rival será em Petrolina”. O petrolinense referia-se a sua força na região do São Francisco e a pesquisas de monitoramento que o partido vem realizando. "Antes de julho isso acontece" - sentenciou. Sem querer (ou querendo), FBC desafiou políticos locais a provarem o contrário. Alexandre Arraes e Bringel, presentes no recinto, entreolharam-se e fizeram gestos de negação, dando a entender que a virada de Paulo Câmara ocorrerá primeiro na capital do gesso, onde o socialista tem amplo apoio, inclusive de setores da oposição local.

Roberta Arraes já embalou junto a militância
Candidata a deputado estadual pelo PSB, a primeira-dama de Araripina faturou sozinha o evento, sendo a segunda pessoa mais aplaudida, só perdendo em animação e ruído de palmas para o candidato a governador do seu partido. Não houve concorrente a uma cadeira no legislativo com força e brilho capazes sequer de aparecer no seu radar. Sempre citada e sempre aplaudida, Roberta soube colar, e muito bem, o seu nome no ‘mourão central’ da campanha socialista.

PROGRAMAÇÃO PROSSEGUE
Ao se despedir da militância em Araripina, Paulo Câmara e aliados seguiram em direção a Trindade e Ipubi, onde ocorre a segunda etapa da caminhada aqui no Araripe.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Valdeir Batista declara apoio a Roberta Arraes e Eduardo Campos. Ex-prefeito e ex-deputado, detentor de votos e muita influência, contrariou decisão do diretório estadual, que está amarrado à oposição.

O ex-prefeito de Araripina e deputado por Pernambuco, Valdeir Batista (PRB), concedeu entrevista na manhã de hoje, à rádio Arari FM, no programa de Fredson Paiva, para falar de suas decisões políticas com vistas ao pleito de 2014. Como de costume, não usou de meias palavras para anunciar e justicar suas decisões.
Disse que apoiará Roberta Arraes (PSB) por ser ela uma mulher atuante e que tem ajudado muito na administração do prefeito Alexandre Arraes. Justificou o apoio a Eduardo Campos para presidente argumentando que o ex-governador fez muito por Pernambuco, pela região e fará muito mais como presidente.
O ex-prefeito detalhou o resultado de uma reunião interna que presidiu na noite de ontem, quarta, dia 23, quando o assunto foi discutido pelo diretório municipal. Dos 25 presentes, 23 se disseram fvorávis ao apoio anunciado por ele e apenas dois manifestaram desejo de votar em Raimundo Pimentel para deputado estadual, no que foram respeitados. O federal de Valdeir Batista continua sendo Jorge Corte Real.

domingo, 30 de março de 2014

PETROPÂNICO: PT cede ao PMDB nos estados em que havia conflito. Partido do mensalão tende a encolher para salvar pele de Dilma nas investigações

Duas raposas experientes tiram proveito da crise e roubam as bases que o PT pretendia expandir nos Estados

A iminência da abertura de uma comissão parlamentar de inquérito para investigar a Petrobrás levou o Palácio do Planalto e o comando da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff a começar um processo de reaproximação com o PMDB, após semanas de uma intensa disputa política com o principal aliado. O objetivo é consolidar apoios no Congresso que ajudem a blindar Dilma durante a investigação. Em troca, o PT cede espaços na elaboração dos palanques regionais.

O primeiro caso a ser revisto foi justamente onde as negociações estavam mais complicadas: Ceará. No Estado, a crise na Petrobrás pôs fim à disputa de meses entre os irmãos Cid e Ciro Gomes e o senador Eunício Oliveira (PMDB), que reivindicava o direito de disputar o governo. Eunício, que chegou a ser convidado para assumir o Ministério da Integração Nacional para abrir caminho para os irmãos Gomes, rejeitou a oferta de Dilma e afirmou que só aceitaria a candidatura ao governo. Passou, desde então, a frequentar todas as reuniões de grupos dissidentes. Mas os problemas na estatal aceleraram a solução. Com o aval da presidente, ele será o candidato da base.

Aos irmãos Gomes restou o lançamento de Ciro ao Senado, numa disputa com seu ex-padrinho Tasso Jereissati (PSDB), apontado nas pesquisas como favorito à única cadeira em jogo. A entrada de Ciro na corrida ao Senado sacrificou o deputado José Guimarães, ex-líder do PT na Câmara e vice-presidente do partido.

A crise na Petrobrás também deverá empurrar o PT do Maranhão para uma aliança com o senador José Sarney (PMDB-AP) e com a governadora Roseana Sarney (PMDB). Até agora, uma forte ala do PT insistia em romper com os Sarney e apoiar Flávio Dino, do PC do B. Mas, por causa da CPI da Petrobrás, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva praticamente fechou o acordo para que os petistas desistam de Dino. Com isso, o PSB do governador Eduardo Campos formalizará aliança com o maior adversário de Sarney, lançando ao Senado o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha.

Na Paraíba, a ordem é levar o PT para o PMDB do senador Vital do Rêgo. Escolhido em setembro ministro da Integração pelos senadores peemedebistas, Vital não chegou a ser convidado por Dilma para a função. No auge da crise com o PMDB, há um mês, ela ofereceu a ele o Ministério do Turismo. O senador não aceitou. Na coleta de assinaturas para a criação da CPI da Petrobrás, ele disse que não daria seu apoio por pertencer à base do governo. Dilma decidiu que o PT deverá apoiar o candidato Veneziano do Rêgo ao governo. Ele é irmão de Vital.

A CPI da Petrobrás deverá mudar também o quadro político em Goiás. O PT havia decidido que só se aliaria ao PMDB se o candidato fosse o ex-governador Iris Rezende. Mas o partido passa por uma disputa interna, com favoritismo de José Batista Júnior, o Júnior da Friboi. Há, nesse instante, uma pressão interna do PT para que o partido desista de lançar a candidatura do prefeito de Anápolis, Antonio Gomide, e apoie o nome do PMDB, mesmo que seja Júnior da Friboi.

O Planalto já sente os efeitos da reaproximação. A bancada do PMDB no Senado defende que o foco da CPI seja ampliado e alcance denúncias de cartel e fraudes em licitações de trens em São Paulo e o porto de Suape, o que atingiria partidos da oposição, como PSDB e PSB.

Danos. Com a estratégia de concessões nos Estados, o governo quer reduzir danos políticos que a CPI deverá causar. O mais certo deles é que Dilma vai atravessar a campanha presidencial tendo de administrar as denúncias contra a estatal e as revelações que forem surgindo. A economia também pode ficar mais vulnerável, já que a maior empresa do País estará sob investigação. Outro fator é que as condições da eleição na Bahia, o quarto maior colégio eleitoral do País, ficarão ainda mais difíceis.

"O ex-presidente da Petrobrás era do PT e agora está no governo Jaques Wagner, que era do Conselho de Administração na época em que a refinaria de Pasadena foi adquirida. A crise tem a digital do PT baiano", disse o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB), do grupo dissidente, irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, que pretende concorrer ao governo do Estado contra o PT. "O desenrolar da CPI pode significar uma diminuição no apoio a Dilma. Se ela perder credibilidade, até partido que recebeu ministério na reforma pode pular fora", disse.

Como consequência, o PT da Bahia quer se fortalecer com outros partidos da base. O candidato a governador é o deputado Rui Costa, que terá na vice o deputado João Leão, do PP. Wagner desistiu de disputar o Senado para abrir espaço para o atual vice-governador, Otto Alencar (PSD). (Estadão)

quinta-feira, 27 de março de 2014

sexta-feira, 21 de março de 2014

Eis o homem que se juntou ao PT para dar tombo de mais de um Bilhão na Petrobras. Ele é financiador antigo de Lula e Dilma.

Este senhor aí da foto é Albert Frère, um megaempresário belga. O homem mais rico daquele país. Ele era o dono da refinaria Pasadena, por meio da Astra Transcor Energy, que foi comprada por U$ 42 milhões como sucata e vendida por U$ 1,12 bilhão para a Petrobras. Ele comprou esta refinaria em 2005 e vendeu 50% para a Petrobras em 2006, já por mais de U$ 300 milhões.

Este senhor possui 8% das ações da GDF Suez Global LNG, ocupando a cadeira de vice-presidente mundial nesta mega organização, maior produtora privada de energia do planeta. A GDF Suez possui negócios com a Petrobras no Recôncavo Baiano, mas seu principal negócio no Brasil é a Tractebel Energia, dona de um faturamento de quase R$ 6 bilhões anuais. É dona de Estreito, Jirau, Machadinho, Itá e dezenas de hidrelétricas, termelétricas, eólicas.

A Tractebel, que é da GDF Suez, que tem como um dos principais acionistas o senhor Albert Frère, que é um dos donos da Astra Transcor Energy, que passou a perna no Brasil em U$ 1,12 bilhão, foi uma grande doadora da campanha de reeleição de Lula, em 2006. A doação de R$ 300 mil chegou a ser contestada na sua legalidade. Também foi uma das patrocinadores do filme Lula, Filho do Brasil. Já em 2010, para a eleição de Dilma, a Tractebel doou quase R$ 900 mil.

O dinheiro que ajudou a reeleger Lula e eleger Dilma veio, assim, mesmo que indiretamente, da Petrobras. Daquela bolada que ela pagou, inexplicavelmente, pela Refinaria Pasadena. Como é pequeno este mundo da corrupção.

quarta-feira, 19 de março de 2014

Empresarial CADUCEU inauguado em grande estilo

Acompanhando o ritmo de crescimento e modernização de Araripina, a Sercon Consultoria inaugurou, na noite do último sábado, dia 15, o Centro Empresarial CEDUCEU, empreendimento que passa a concentrar as atividades de quatro empresas. Além dos escritórios de contabilidade e o de treinamento, comandados por Everardo Alves e seu pai, Luis José Alves – SERCON contabilidade e SERCON treinamentos, o CADUCEU dará abrigo em Araripina a dois escritórios especializados em finanças públicas, o AVACON Contabilidade , que tem sede em Juazeiro do Norte e atende preferencialmente a prefeituras , e MAUÁ Advogados Associados. A quarta empresa parceira do CADUCEU é o Jornal Tribuna do Araripe, pioneiro na região, que vive um novo momento sob a direção de Aureliano, um empresário do setor gesseiro.
Sob olhares admirados de uma platéia composta por clientes, colaboradores e autoridades locais, Everardo convidou seu pai, um dos pioneiros no ramo de contabilidade em Araripina, Luis José Alves, para abrir a solenidade. Natural da vizinha Simões, Luis fez breve resumo da história da SERCON, que nasceu LJ no ano de 1971, a partir de quando começou a conquistar clientes e respaldo.
Everardo, por sua vez, destacou a importância dos clientes, dividindo méritos e sucesso com estes e especialmente com sua equipe de colaboradores. Chamados um a um, os técnicos da SERCON foram também aplaudidos pelos convidados. Além de Luis José e Everardo, fizeram uso da palavra o prefeito de Araripina , Alexandre Arraes; o representante do AVACON Contabilidade Pública Antônio Avartanhas, o representante do Mauá Advogados Associados e o empresário e parceiro do CADUCEU, Aureliano, que dirige o Jornal Tribuna do Araripe. O vice-prefeito Valmir Filho e sua esposa, Juíza do Trabalho Carla Janaína, e a primeira-dama do Município, Roberta Bertini Arraes, além de outras autoridades, estiveram presentes, numa clara demonstração da importância do empreendimento para Araripina e região.
 







terça-feira, 4 de março de 2014

O 'discurso' dos baianos na rua: "O PT rubou" - Demonstração clara de que o Brasil acordou de verdade.


Agora não resta dúvida. A festa que servia para anestesiar as massas já não cumpre seu papel. O baiano jogou a fama de alienado-despolitizado pro lado e soltou o verbo nas ruas de Salvador: "O PT roubou". Bela contribuição. Só mesmo o baiano para arranjar letra e melodia tão apropriadas para o momento.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Câmara: O candidato novo e o futuro de um Estado revolucionário


Escolha  nomes e o perfis  de jovens competentes, que fizeram tudo certinho na escola e na vida. Passe esses nomes pela  peneira e deixe apenas aqueles que obtiveram notas elevadas, os chamados destaques do Colégio.  Mude a malha para uma mais fina e deixe apenas as raridades, aqueles que além de bons alunos se tornaram bons executivos, bons gestores, homens capazes de entender de gente e ao mesmo tempo de gestão, com paciência e visão apuradas para entender planilhas de arrecadação e de gastos, equilibrando contas gigantescas.

Chegue agora à malha mais fina, ao melhor da escolha, e fique apenas com aquele que passou em todos os testes a que foi submetido durante anos de trabalho no governo mais bem avaliado do País, equilibrando-se entre técnicos também capazes, deputados perdulários, prefeitos pidões e também perdulários, políticos sérios ou nem tanto, imprensa livre e ativa, colegas audaciosos com objetivos semelhantes, auxiliares extremamente técnicos e auxiliares extremamente políticos . Eis aí o perfil a que chegou Eduardo Campos na longa jornada para escolher o nome do candidato a ser apresentado ao povo pernambucano para, se eleito, gerenciar o estado e continuar a revolução que nos últimos anos foi acelerada em nosso Estado. O nome dele é Paulo Câmara. Bacharel em ciências econômicas, Câmara, 42 anos, é o atual secretário estadual da fazenda. Fica ainda mais diminuído o risco de errar administrativamente, pois é também Auditor do Tribunal de Contas.
 Escolhido e escalado para varrer de vez algumas oligarquias atrasadas e ainda atravessadas no Estado usando para tanto apenas o modo de fazer política e a forma de agir no poder, o vencedor da prévia eleitoral no PSB prepara o discurso para transformar em informação de massa o que somente Eduardo Campos e alguns poucos já conhecem: a capacidade gerencial e o perfil conciliador de um jovem promissor que tem pela frente a missão de representar e governar Pernambuco.
 
A CHAPA
O companheiro de chapa de Paulo Câmara (PSB) é o também jovem - porém experiente politicamente e mais conhecido - o deputado federal Raul Henry (PMDB). Henry é a escolha e indicação de Jarbas Vasconcelos, outro gestor pernambucano que por sucessivas vezes foi  apontado pelas pesquisas como o melhor e mais bem avaliado governador do País. Além de deputado estadual e federal, Raul Henry foi vice-prefeito de Recife, secretário estadual de Planejamento e também de Educação. Não fosse o compromisso de Jarbas com o DEM, teria sido o candidato palaciano em lugar de Mendonça Fillho, que terminou sendo vencido pelo atual governador e presidenciável Eduardo Campos nas eleições de 2004. Anotem bem a marcha rápida da renovação política em Pernambuco. Jarbas Vasconcelos e Miguel Arraes, dois bravos combatentes contra a ditadura militar, elegeram-se prefeitos da capital e governador do Estado, para através de uma lógica convergente agora estarem indicando, diretamente no caso de Jarbas e por meio do neto no caso de Arraes, dois jovens talentosos para, sendo da vontade do povo, livrar Pernambuco de vez das oligarquias e do modo provinciano e arcaico de governar.
O candidato a senador desta chapa é o petrolinense de extensa biografia Fernando Bezerra Coelho. Lá atrás, o agora socialista rompeu com as oligarquias sertanejas enraizadas em Petrolina e engajou-se na luta pela redemocratização, aliando-se a Arraes e Jarbas. É tido como um trator nos postos públicos que ocupa, tendo sido secretário de Estado nos governos Roberto Magalhães, Arraes e Eduardo Campos e Ministro de Estado no governo Dilma.
 
PALPITEIRO FALHOU
 
Humildemente este blog reconhece que não se confirmou a escolha do 'oponente' mais forte de Paulo Câmara. Tadeu Alencar, o auxiliar que mais diretamente convivia com o governador Eduardo Campos, também muito capaz tecnicamente e com sobras habilidoso politicamente, deixou de ser escolhido porque somava algumas arestas, inclusive com o vice-governador João Lyra. Talvez por não somar tanto conhecimento técnico acerca dos programas e obras que acontecem no Estado, mas sobretudo e com certeza pelo simples fato de ter um filho galante que mantém um namoro com a filha do governador, namoro este descoberto pelo Jornal Estado de São Paulo, Tadeu perdeu a disputa interna. Como a lógica de Eduardo Campos é mudar o jeito de escolher e de gerir, ficaria muito difícil, para não dizer impossível, explicar numa campanha presidencial que Tadeu Alencar não era apenas o pai do namorado da filha do governador. Seria muito injusto e sobretudo invasivo. Ruim até para privacidade dos 'pombinhos', Tadeu, também por isso, foi preterido. Eis aí um filho  bom e exemplar mas  namorador que pode ter 'evitado' que o pai virasse governador.

A fortuna de Pizzolato: As mansões de um petista foragido


Antes de ser preso na Itália, o ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato comprou três imóveis --dois deles apartamentos em um condomínio de alto padrão--na cidade litorânea de Benalmádena, no sul da Espanha. A compra dos imóveis foi descoberta pela polícia espanhola nas investigações para localizar Pizzolato, que passou mais de três meses foragido na Europa.

Segundo a polícia espanhola, dois apartamentos foram comprados em um condomínio chamado Urbanización Costa Quebrada, colado ao mar, com piscina e entrada de visitantes controlada 24 horas por dia por um sistema de interfones e câmera. O condomínio fica no distrito de Torrequebrada e ocupa o alto de uma colina. Com perfil de classe média-alta, os moradores têm vista para as águas do Mediterrâneo.

"Estes dois apartamentos foram unidos em um só e foram a residência do casal na Espanha. Quinze dias antes da prisão do Pizzolato na Itália, a mulher dele esteve neste local", disse à Folha Olga Lizana, chefe do grupo de localização de fugitivos da polícia espanhola. Ela não informou se os imóveis foram registrados em nome de Pizzolato ou de sua mulher, Andrea Eunice Haas, nem a data de aquisição.

Corretores de imóveis ouvidos pela Folha informaram que um apartamento de 140 m² --tamanho padrão do condomínio-- são negociados por € 450 mil (equivalente a R$ 1,5 milhão pelo câmbio de ontem). Os apartamentos de cobertura, com 200 m², podem custar € 600 mil (R$ 1,9 milhão) no mesmo local. O casal constava no cadastro de cidadãos estrangeiros residentes em Benalmádena desde 2010, mas o endereço registrado como o de moradia foi o de um terceiro apartamento, em outro condomínio, de classe média.

A Folha visitou esse imóvel --sem portões, nem câmeras de segurança-- em dois dias deste mês. Ninguém atendeu ao interfone. Moradores do mesmo prédio contaram que no local vive um casal de sul-americanos que há meses não aparecia por lá. Segundo Olga Lizana, o rastreamento de outros bens de Pizzolato no país depende de pedido formal de autoridades brasileiras. Na semana passada, a Folha revelou que o casal operou ao menos três contas bancárias na Espanha.

Também partiu de Lizana a informação que levou à localização de Pizzolato na Itália: a existência do Fiat Punto comprado por Andrea e usado pelo casal na Europa. No dia 3 de fevereiro, a polícia italiana esteve na casa do sobrinho de Pizzolato em Maranello e viram o Punto na garagem. O ex-diretor do BB foi preso, para fins de extradição, no dia 5 de fevereiro.(Folha de São Paulo)

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Dilma financiou a baderna para afastar manifestantes pacíficos das ruas


Se queriam uma prova, ela está aí. Foi a própria Dilma quem levou os violentos a comandar movimentos agressivos a fim de afastar os verdadeiros insatisfeitos das classes C e D das ruas.
Mas, certos disso, agora voltarão com mais força e vigor, sem carapuça e sem anonimato. Porque os bandidos estão do outro lado, certamente nomeados para ocupar altos cargos.

domingo, 9 de fevereiro de 2014

PESQUISA

Pela primeira vez na vida fui abordado por um pesquisador. Não era do IBOPE, claro, que não vem aqui. Algum instituto, em pleno domingo, aborda questões relacionadas à administração municipal e testa a força de candidatos a deputado estadual, governador e presidente.
Para deputado estadual, os nomes apresentados são Roberta Bertine Arraes, Raimundo Pimentel e um terceiro que não recordo.
Para governador, aparecem pelo lado governista Tadeu Alencar e Fernando Bezerra, e pela oposição Armando Monteiro Neto. Este é um sinal claro de que no Palácio o funil está ocupado apenas por Tadeu e FBC, sem Maurício Rands por perto, como se especula. Pensar diferente é acreditar que alguém gasta com pesquisa para saber o que não interessa de fato.
Já para presidente, a pesquisa oferece três opções: Eduardo Campos, Dilma e Aécio Neves.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Dupla RR poderá ser Roberta e Raquel Lira


Ainda no ano passado, muito se especulou sobre uma possível dupla RR a ser apoiada pelo prefeito Alexandre Arraes. Dependendo do gosto do leitor e do editor, as consoantes poderiam ser representadas por Raimundo e Ricardo, Ricardo e Roberta e até Raimundo e Roberta. Aparentemente, nenhuma dessas dobradinhas se concretizará. A vaga de deputado estadual deverá mesmo ficar com a primeira-dama Roberta Bertini e, segundo fontes, o outro R também será feminino. Nada mais nada menos que a filha do futuro governador a partir de 2 de abril. Raquel Lira poderá ser a candidata a deputado federal para fazer dobradinha com Roberta Bertini. Uma filha do governador do estado no período eleitoral e a outra esposa do prefeito da maior cidade do Araripe.
Confirmando-se a dobradinha, também confirma-se a informação que este blog recebeu. Alexandre Arraes teria conversado com Eduardo Campos e em seguida com o vice-governador João Lira, quando teriam aberto o diálogo e a possibilidade de firmar o pacto eleitoral e administrativo.
Alexandre Arraes se elegeu tendo que ouvir loas sobre as habilidades políticas de outros aliados. Se conseguir marcar esse 'gool de placa', terá que ser reconhecido como muito habilidoso e sagaz. Assim agindo, praticamente garantirá a eleição da esposa para a assembleia legislativa e, de quebra, assegura obras no governo que se instalará com a saída do parente a amigo que muito fez para que a prefeitura fosse conquistada em 2012 - na base das obras de vulto.

O OUTRO PALANQUELula Sampaio, segundo fontes, estaria lutando 'desesperadamente' para tirar Raimundo Pimentel da disputa em 2014. O plano, segundo relatos, é 'lançar' sem concretizar a filha Camila na pré-disputa para forçar a desistência de Pimentel em favor da esposa, Dra. Socorro, que é filiada ao PSL. A hipótese de apoiar Romário Dias teria desagradado 'em cheio' ao grupo de oposição, que reagiu, forçando o ex-prefeito a colocar Pimentel contra a parede. Lula, segundo esta fonte, estaria tentando matar dois coelhos com uma cajadada só: montar palanque para Armando Monteiro em 2014 em Araripina e afastar Dra. Socorro de seu caminho em 2016.

NADA ESTÁ DECIDIDOO que o Meu Araripe está relatando poderá acontecer, assim como pode agora não passar de especulações, de sondagens inviesadas que fazem os políticos. Mas está muito coerente com os fatos e fotos. Até um afastamento do deputado Raimundo Pimentel do espaço paláciano, abrindo caminho para outras forças conquistarem suas bases pode ser um dos jogos em curso. Nada mais parece irreal a esta altura.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Lula Sampaio poderá apoiar Romário Dias para deputado estadual


Quem apostar num apoio do ex-prefeito Lula Sampaio a uma aventura eleitoral em Araripina pode perder dinheiro. Entenda-se por aventura uma candidatura de médico recém-chegado filiado a partido da base governista ou mesmo político local sem mandato.
O Meu Araripe recebeu informação quente, e de fonte pura. Ei-la: Lula poderá apoiar para deputado estadual o petebista Romário Dias, ex-deputado pelo DEM e conselheiro do Tribunal de Contas. Romário fez a travessia do socialismo para o petebismo e está cobrando  reciprocidade de Armando Monteiro.  Esta mesma fonte revelou que Maria Augusta está inelegível e pode nem saber. Explica-se: Vereador não vota contas de ex-presidentes, cabendo a tarefa apenas ao pleno do TCE. TCE este do qual  Romário Dias foi conselheiro influente até poucos dias. Considerando que esta informação pode ser velha, diminui a chance de ter sido 'vasada' pelo pretenso candidato a deputado estadual de Lula. Desta forma, Maria Augusta pode até retornar ao velho ninho, se achar mais conveniente.

RAIMUNDO SEM CHANCE
O deputado Raimundo Pimentel não tem a menor chance de receber apoio de Lula. Simples de concluir: Pimentel é do PSB e Lula não pode perder pontos com Armando Monteiro, que mesmo tendo poucas chances de vencer o candidato a ser apoiado por Eduardo Campos, continuará senador influente em Brasília. 

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

PMDB com pé fora: Foi dito no Senadinho da Praça do Hospital


Um dia depois de o PT do Rio anunciar a saída do governo Sérgio Cabral em 28 de fevereiro, o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) não descartou a possibilidade de se aproximar do PSDB, do senador Aécio Neves.

Pezão disse que ainda vai tentar um acordo com o PT fluminense, que tem como pré-candidato o senador Lindbergh Farias: - Até junho, a minha luta é para ter o PT. Se não der certo, vamos ver o que acontece. Perguntado, então, se as chances de apoiar Aécio e o PSDB eram zero, Pezão declarou: - Zero nunca é. Mas muita água ainda vai rolar. É cedo para falar em eleição.

No entanto, o presidente do PMDB do Rio, Jorge Picciani, disse que o diretório nacional do partido pretende antecipar a convenção da legenda de 30 de junho para 26 de abril. No encontro, os peemedebistas querem aprovar um texto que condicione apoio da sigla à reeleição de Dilma somente se o PT pedir votos para candidatos do PMDB em estados como Rio, Ceará e Maranhão, estados onde o clima na aliança é tenso.

- Só nos estados do Ceará, Rio de Janeiro e Bahia já temos 35% dos diretórios. Há dissidências também no Tocantins, Paraná, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Pernambuco. É possível aprovar o fim da aliança nacional com o PT - ressaltou Picciani.

Ele criticou os petistas: - Depois da afronta do presidente nacional do PT, Rui Falcão, que foi ao Ceará e, depois, ao Rio de Janeiro, desmanchando duas alianças, é porque o PT está disposto a correr o risco. A soberba do PT é que leva essa posição do PMDB.(Com informações de O Globo)