segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Posse dos vereadores e eleição da mesa diretora será às quatro da tarde

A Câmara de Vereadores de Araripina se reunirá amanhã, primeiro dia do ano, quando ocorrerá a posse dos novos eleitos e a eleição da mesa diretora.
Após isto, acontece a eleição da mesa diretora da Casa Legislativa para o biênio 2013-2014. O novo presidente, por sua vez, dará posse ao  prefeito eleito Alexandre Arraes. A solenidade de posse de Alexandre ocorrerá em praça pública.

NOVA MESA
A situação da presidência já está resolvida. Todos os vereadores governistas decidiram apoiar Luciano Capitão (PSB), o candidato da preferência do prefeito. Para os demais cargos ainda não há definição anunciada publicamente. Na bolsa de especulações, Tico de Roberto será o vice-presidente e Camila Modesta a primeira-secretária.

domingo, 30 de dezembro de 2012

Comércio leva calote de 44,2 bilhões

O crédito fácil, que impulsionou o cres­cimento do País até 2010, se transformou em calote recorde de R$ 44,2 bi­lhões em bancos, financeiras e no car­tão de crédito, quase o dobro de dois anos atrás. A ressaca só não é pior porque ao menos 15 milhões de inadimplentes renegociaram dívidas. Só no setor de carros, o calote chega a 5,6% dos contratos. Para especialistas, o problema deve durar até 2014. (De O Estado de São Paulo)

Interventor é anunciado Secretário de Defesa Civil da capital



O prefeito eleito do Recife, Geraldo Julio (PSB), definiu neste domingo (30) mais três nomes da sua equipe. Atual interventor de Araripina, o tenente-coronel Adalberto Freitas Ferreira, será o secretário-executivo de Defesa Civil - que agora será uma secretaria-executiva vinculada à pasta de Infraestrutura e Serviços Públicos. A jornalista Marcella Sampaio assumirá a Secretaria-Executiva de Imprensa. Completa o time o auditor fiscal da Fazenda Jader Toscano, 47, que ficará como executivo de Projetos Estratégicos, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento Urbano.
De acordo com o socialista, a decisão de elevar a Defesa Civil à categoria de Secretaria-Executiva foi para reforçar a atuação da Prefeitura no enfrentamento e na contenção de situações de risco, a exemplo de deslizamento de barreiras nos períodos de chuva. Com isso, a pasta vai incorporar as competências da atual Coordenadoria de Defesa Civil do Recife (Codecir).

Adalberto Freitas tem 44 anos. É servidor público de carreira da Polícia Militar, que, além de interventor de Araripina, já foi coordenador de Segurança Institucional da Casa Militar do Estado e diretor do Centro de Reeducação da PM. Atual coordenadora-geral de Defesa Civil do Recife, Keila Ferreira será mantida na equipe de Adalberto e será a gerente-geral de Assistência Social da Secretaria-Executiva.

Na Secretaria de Imprensa, Marcella Sampaio, 37 anos, terá a função de coordenar as assessorias das 22 secretariais municipais e dos órgãos vinculados. Formada pela UFPE e com mestrado em Teoria da Literatura pela mesma universidade, ela atua na área desde 1997. Também é professora do curso de jornalismo da Faculdade Maurício de Nassau, onde ensina disciplinas ligadas ao jornal impresso. No Governo do Estado, Marcella assessorou Geraldo nas secretarias de Planejamento e Gestão e Desenvolvimento Econômico e também integrou a equipe de profissionais na campanha.

Jader Toscano, futuro executivo de Projetos estratégicos, ingressou na Secretaria da Fazenda há 25 anos. Atuou nas áreas de administração fiscal e recursos humanos. Por sete anos foi o Ouvidor, tendo já ocupado o posto na Secretaria estadual de Educação.
(Do blog de Jamildo Melo)

Três novidades no secretariado de Alexandre Arraes

"Luzes da Ribalta": Toda equipe hoje anunciada já está acostumada com  fama, cobranças e holofotes. Maioria vem da equipe do Interventor Adalberto de Freitas. 

Sem surpresas quanto à origem e perfil, o prefeito eleito Alexandre Arraes anunciou seu secretariado. De inesperado, apenas o nome de Valdir Alencar para a pasta de Planejamento e Gestão. De novidade, apenas os nomes da educadora Maria Ramos, anunciada para a Secretaria de Projetos e Desenvolvimento Econômico e da Assistente Social Natércia Gomes, anunciada para a Saúde. Esta última teve seu anúncio antecipado aqui no Blog.
As escolhas recaíram justamente sobre pessoas da inteira confiança do prefeito, o que inibe comentários sobre quotas políticas. Percebe-se, contudo, a força política das principais famílias ou lideranças que apoiaram Alexandre Arraes. O vice-prefeito Valmir Ramos Lacerda Filho está contemplado com os primos Brenno Ramos e Maria Ramos, o mesmo podendo-se dizer em relação ao ex-governador José Ramos; O suplente de deputado e comerciante Nunes Rafael continua contemplado com a esposa Fabíola Paiva; A família Simeão contemplada com Danda Simeão; A família Bras com Luisinho Bras; a Família Pereira Lima com Darticlea Modesto e a Família Santiago Bringel com Lídio Santiago.
Com excessão de Maria Ramos e Valdir Alencar, todos os escolhidos, de uma forma ou de outra, trabalharam na gestão que se encerra em Araripina. Alguns iniciaram com Lula Sampaio e continuaram com Alexandre; outros começaram com Alexandre e estavam na Equipe Interventora. A maioria, contudo, faz parte da equipe interventora.  Por ironia do destino, quiseram os astros que fosse 17 o número de secretarias e autarquias para as quais o prefeito anunciou hoje seus titulares. Dezessete é o número partidário da candidata adversária de Alexandre, a médica Socorro Pimentel.
O Meu Araripe ainda deve a formação profissional de alguns integrantes da equipe de Alexandre Arraes. Tão logo receba tais informações (de todos), fará a retificação com retirada da interrogação. Aqueles que porventura discordarem da formação apresentada podem também pedir correção.
* As novidades no secretariado têm seus nomes redigidos em letra vermelha, para diferenciar dos demais.

A todos, o Meu Araripe deseja boa sorte.  Muito trabalho Alexandre Arraes já exigiu ao convidá-los.
Araripina espera o melhor de cada um e a escolha já dispensa comentários, sendo todos merecedores do convite e da honra de trabalhar pelo engrandecimento da nossa terra.
Apesar de o governo ser uma continuidade dos três anteriores, cabe à oposição refletir sobre a necessidade de um 'armistício', pois se trata de um novo começo e Alexandre com seus secretários merecem o tempo necessário para reajustar a máquina e mostrar resultados. Nesta linha o Meu Araripe vai atuar.

BRIGA BOA DE LIDERANÇAS
O Distrito de Lagoa do Barro será protagonista da política local nos próximos anos. O deputado Raimundo Pimentel e sua esposa escolheram o experiente e combativo vereador Evilásio Matheus para liderar a bancada de oposição e o prefeito Alexandre Arraes escolheu outro vereador de Lagoa do Barro para exercer a liderança do governo na câmara municipal. Desta forma, Evilásio vai combater sempre em cima dos erros do prefeito e Francisco Edvaldo ficará com a missão de defender os atos da gestão. Quem levará vantagem?
O leitor quer fazer o teste? Peçam a opinião de cada um deles (vereadores líderes de bancada) sobre o secretariado de Alexandre Arraes, este mesmo informado aí em cima. Se começarem concordando, é sinal de que as partes estão dando um tempo. O Meu Araripe defende armistício, mas é fácil prever qual discurso está na ponta da língua de Evilásio Matheus.

sábado, 29 de dezembro de 2012

Boa notícia

Uma nova fábrica de fármacos, em Itapira (SP), dará autonomia ao Brasil, que ainda importa 85% dos princípios ativos dos genéricos. A notícia foi dada ao ministro Alexandre Padilha (Saúde) por Ogari de Castro Pacheco, fundador da Crisálita. Dilma deve ir à inauguração

Povo pagador e paciente


Brasileiros já pagaram R$1,5 trilhão em impostos neste ano

Cifra foi registrada pelo impostômetro às 19 horas desta sexta-feira. Valor recolhido até o dia 31 deverá ser 2,91% maior do que no ano passado
O Globo
O Impostômetro, painel da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que calcula em tempo real a arrecadação de tributos no país, atingiu às 19h desta sexta-feira, a marca de R$ 1,5 trilhão em impostos pagos pelos brasileiros deste o início do ano. Em 2011, essa cifra foi registrada um dia mais tarde, em 29 de dezembro.
Segundo as projeções da Associação Comercial, à meia noite do dia 31 de dezembro, quando 2012 chegar ao fim, o painel deverá marcar de R$ 1,55 trilhão em impostos e tributos pagos no país. O valor é 2,91% superior aos R$ 1,512 trilhão, registrados no encerramento de 2011.


A Seca


Reservatórios do Nordeste estão abaixo do limite de segurança

Nível de hidrelétricas de Sudeste e Centro-Oeste está perto do limite
O Globo
A falta de chuvas vem baixando cada vez mais o nível dos reservatórios no país. De acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o nível das hidrelétricas da Região Nordeste está, até o dia 27 de dezembro, em 32,83%, pouco abaixo dos 33,09% registrados na véspera. O limite mínimo de segurança na região é de 34%, informa o ONS.
Nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, o nível baixou de 29,23% para 29,04% entre 26 e 27 de dezembro. Especialistas descartam o risco de racionamento de energia elétrica em 2013, mas se dizem preocupados, pois os reservatórios dessas duas regiões representam 70% da capacidade máxima de armazenamento do Brasil.

Governo assaltou a poupança.


Poupança fecha 2012 com o pior rendimento em 45 anos

Caderneta rendeu apenas 6,05% no ano, menos do que a inflação. FGTS Petrobras foi a pior aplicação, com perda de 8,25%. Fundos multimercados ganharam na média 14,35%, a melhor do ano
Bruno Villas Bôas, O Globo
Com o corte da taxa básica de juros (Selic) para o menor patamar da história, de 7,25% ao ano, a caderneta de poupança fechou o ano com seu pior rendimento desde 1967, quando foi criada a correção monetária da aplicação. A poupança rendeu 6,47% neste ano pelas regras antigas — que remuneravam com 6% ao ano, mais a Taxa Referencial (TR) — e 6,05% pela novas regras da aplicação, que passaram a remunerar em 70% da Selic os depósitos realizados a partir de 4 de maio passado.
Nos dois casos, o rendimento foi menor que o apresentado pela aplicação em 2010, de 6,90%, até então o pior resultado nominal registrado. Os números são da base de dados da consultoria Economatica. Já o Ibovespa terminou o ano com alta de 7,40% , o melhor resultado desde 2009, enquanto o dólar teve valorização de 9,41% neste ano.

O abacaxi de Alexandre

O PESO DA FOLHA SALARIAL
Araripina contava em setembro deste ano com 3.250 funcionários, entre efetivos, contratados e comissionados, estes últimos os chamados cargos de confiança. Corresponde a 2,45 funcionários para cada grupo de dez pessoas. Parece um número alarmante? Só a Lei de Responsabilidade pode trazer tal resposta. A qualidade dos serviços oferecidos também deve indicar uma boa resposta. Ou não. O fato é que o interventor em Araripina, Adalberto Freitas Ferreira, com fama de durão e moralizador, chegou prometendo cortar fundo. Talvez a força legal dos contratos tenha inibido seu gosto por cortes 'especiais'. Ele mesmo admite que a folha salarial da prefeitura de Araripina consumia 65% da receita corrente líquida em setembro. Acrescente a isso 1/12, que é o peso do décimo terceiro salário na consolidação final. Chega-se a estratosféricos 70,4% de comprometimento da receita apenas com salários. O Coronel informou que no seu período a folha ficou dentro da LRF. Acontece que o TCE não enxerga período de A ou B e sim o ano fiscal como um todo. Acontece também que vem aumento do salário mínimo agora em janeiro. Conclusão: Alexandre Arraes está 'frito' caso  não consiga fazer o município andar com o pessoal que dispõe.
O interventor conseguiu baixar os números mas nem tanto. O que ele deixou para Alexandre não é o mar de rosas que informou.

VEJA TABELA ABAIXO. Ela se refere ao mês de dezembro de 2012 e retrata fielmente as planilhas apresentadas pelo Tenente Coronel Adalberto Freitas em sua Coletiva de Imprensa.


CUSTO DA CÂMARA DE VEREADORES
Confome dados apresentados pelo Tenente-Coronel, a Câmara de Vereadores consumiu dos cofres públicos R$ 3.180.388,00 no ano de 2012. Isto corresponde a R$ 265.032,33 por mês. O custo de cada vereador ao contribuinte foi de R$ 26.503,23 por mês. Anualizado, o custo de cada um dos dez parlamentares para fiscalizar o gestor público foi de R$ 318.038,80.
Em 2013, Araripina passará a contar com 15 vereadores. O duodécimo crescerá conforme a arrecadação, mas o custo unitário vai ter uma queda porque será dividido por 15 e não mais por 10.

FELIZ ANO NOVO
Alexandre lutou bravamente para se tornar prefeito de Araripina. Inicialmente, montou uma engenharia política infalível, tornando-se candidato de um grupo que, além dele, contava com Valmir Filho e Bringel, além da própria Socorro Pimentel, que por alguns meses compôs um frentão de oposição a Lula. Depois, venceu Dra. Socorro numa campanha acirrada, que apesar da aparente folga numérica nas pesquisas, exigia do socialista estratégia e sangue frio para chegar a onde chegou.
É natural que alguns adversários sem maiores compromissos com a cidade façam o discurso de que torcem pelo sucesso do gestor, embora intimamente prefiram que Alexandre deixe brechas para ser atacado.
Os que realmente torcem pela gestão, e para que Araripina saia do buraco, devem não apenas torcer. Isto não resolve. Além de torcer, é preciso contribuir com ideias e esforços constantes. Construir uma cidade é como construir uma catedral: exige esforço coletivo. Sozinho, Alexandre não irá a lugar algum. Sem equipe  coesa e confiável, também será difícil a sua missão. Todos conhecem as tentações e os tipos de presão. Cabe ao eleito, que tomará posse em primeiro de janeiro, não deixar brechas para ser atacado nem importunado com pedidos impossíveis. Contudo, é preciso que apareça o 'gesto grande'. Sem ele, o exército baixa a guarda por falta de discurso. A imprensa estadual vem deixando a dica de como vai iniciar o ataque aos novos gestores. É justamente no ponto para o qual falta defesa interna, e a que existe não seve, por ser o problema.  E é justamente nesse ponto que a oposição imagina que vai se agarrar para iniciar a conquista da prefeitura no ainda longínquo 2016.
Há que se afirmar: Qualquer araripinense aceitaria a missão de descascar o abacaxi herdado por Alexandre Arraes. Depois do exemplo de Lula Sampaio, todos fariam por onde continuar descascando por quatro anos e depois mais quatro.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Novo Recife

Moura Dubeux diz que projeto Novo Recife vai mudar a face da metrópole



Imagem: divulgação
O empresário Eduardo Moura, porta-voz do grupo de construtoras que toca o projeto Novo Recife, no Cais José Estelita, disse nesta sexta-feira, após a aprovação do projeto pela PCR, que o novo bairro planejado vai mudar a face do Recife.

“O projeto vai dar outra centralidade à cidade, desenvolvendo uma área nova, que está descaracterizada. Vamos ter a recuperação das avenidas Imperial e Sul, criando espaço para que outros projetos comerciais e de habitação, como o Minha Casa, Minha Vida, possam se estabelecer. Hoje, muitas pessoas não moram ali porque não existe oferta, devido ao receio de morar na área, elas são obrigadas a morar em conjuntos habitacionais distantes”, observa.

Na avaliação da empresa, o projeto deve ainda ajudar na revitalização do Porto do Recife, em curso. “As primeiras revitalizações do Recife Antigo não deram certo justamente porque não havia moradias. Sem moradias, não há como revitalizar aquela área. Nós temos certeza de que o projeto Novo Recife vai ajudar a dar sustentabilidade aos projetos que estão em curso, como as Torres Gêmeas, os estabelecimentos comerciais e de entretenimento previstos com a modernização da área do porto do Recife”.

O grupo nega que a verticalização da área seja ruim para a mobilidade e argumenta que, a depender dos compradores dos imóveis, o projeto pode até mesmo ajudar na mobilidade geral da cidade. A empresa diz que o perfil dos compradores são médicos do pólo dos Coelhos, técnicos do Porto Digital e funcionários públicos que trabalham no Recife Antigo. “Se essas pessoas moram hoje em Candeias, Piedade, Casa Forte, elas podem querer morar ali próximo, bem ao lado do Porto Digital, das repartições, vão tirar muitos carros das ruas”, acredita.

Nesta linha de raciocínio, o executivo revela que a Moura Dubeuax discute com a PCR a instalação de uma linha de VLT, sobre os trilhos da antiga rede ferroviária, de modo a criar uma opção de transporte que retire mais carros das ruas. “Não precisa desocupar nada. Já tem a linha de trem. Com baixo impacto, podemos ter uma linha que serve aos moradores da cidade e também aos turistas. Uma linha que ligaria a estação de Metro de Afogados até o Forte do Brum. Agora, nesta ação, precisamos ter mais edifícios-garagem no entorno das estações de metrô, de modo que as pessoas possam deixar o carro lá e usar o transporte público. O desafio da nova gestão é criar condições para que a classe média use o metrô, não apenas as classes menos favorecidas. Só desta forma vamos tirar os carros da rua”, frisa.
A empresa comentou ainda que atendeu a todas as solicitações de medidas mitigadoras feitas pela Prefeitura do Recife e citou como exemplo a construção de novos acessos para a Ilha do Leite, com uma alça para a Ponte Joaquim Cardoso.

Com as obras, esá prevista ainda a construção de uma cilovia ligando o Cais José Estelita até a Avenida Norte (mais conhecida como Miguel Arraes).

Uma das contrapartidas é a a demolição do viaduto do Forte das Cinco Pontas, que além de livrar a vista do monumento dará uma bela vista da esplanada do caís José Estelita.

Haverá ainda um centro cultural nos armazéns, piers públicos, um jardim público com uma grande área verde, além de hoteis e serviços.

Pacote eleitoral: Depois do bolsa cultura, o voto por TV. Apostem aí: As prefeituras vão pagar mais esta conta.


Governo estuda subsídio para a compra de aparelhos de TV digital

Lu Aiko Otta e Anne Warth, Estadão
O governo vai universalizar a televisão digital, nem que tenha de pagar por isso. Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, está em análise a possibilidade de conceder subsídios para que as famílias possam adquirir aparelhos digitais ou conversores (set-top box), e assim permitir que as transmissões pelo sistema antigo, o analógico, deixem de ocorrer.
"Precisamos acelerar a digitalização, e se não houver uma ação forte do governo, a meta de 2016 vai atrasar", disse Bernardo, em entrevista ao Estado.

Carlos Santana não convoca deputado tucano para secretariado de Ipojuca e Bringel só assumirá se Eduardo Campos decidir que sim.

Havia a possibilidade de Carlos Santana convocar algum deputado do PSDB pernambucano para compor seu secretariado na cidade de Ipojuca. Isto não aconteceu. Talvez pela pouca dimensão do cargo, não atraente para um deputado.
Deste modo, somente a ainda possível mudança no secretariado estadual poderá garantir a abertura de condições para Bringel assumir até abril de 2014. Contudo, o PSDB é carente de nomes e não aceita ser governo em sua totalidade, visto que a 'menina dos olhos' do partido é o segundo colocado na disputa pela prefeitura de Recife, Daniel Coelho. Este faz questão de ser oposição, juntamente com Terezinha Nunes, que acaba de assumir. O único tucano com perfil de secretário  na assembleia é Antônio Morais, justamente o líder da oposição.
Como podemos perceber, está difícil para Eduardo Campos levar Bringel de volta à Assembleia. Se isto acontecer, é sinal de prestígio que vai além das medidas convencionais.

Não é compra de votos. É certeza de que não há consciência na sociedade que formou.

Depois do vale gás, vale transporte e bolsa-família, chegou o vale cultura. Anunciado, ontem, pela presidente Dilma beneficiará trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos. A partir de junho terão direito a R$ 50 mensais para acessos a serviços e produtos culturais na área das artes. O Governo vai desembolsar R$ 500 milhões por ano.

Três, quatro...

Recebi informações de quem assumiu que ouvia 'pela brecha da fechadura' conversas sobre o futuro secretariado e postei lá atrás que dois devem continuar. Sem voltar a citar os nomes, gostaria de dizer que o buraco da fechadura usada pela fonte deve ser pequeno ou seu ouvido deve está ruim.
Um nome não citado, que atualmente ocupa secretaria, é muito forte politicamente para sair. E outro, mais outro... Na verdade, todo mundo que ocupa secretaria atualmente é muito forte politicamente. O detalhe é outro: Alexandre anunciou que montaria secretariado técnico.

Secretariado de Alexandre Arraes só domingo


Alguma coisa está 'impedindo' o prefeito Alexandre Arraes de anunciar seu secretariado. As previsões de que hoje à tarde os nomes seriam anunciados não se confirmaram. O anúncio ficou para domingo.
Pelo visto, as pressões políticas estão ocorrendo. Na democracia é assim: um vence e outros tentam escolher secretários. Mas não deve ser nada disso. Apenas boa  escolha, que para se confirmar, é preciso que amadureça.
Vencer não é só festejar e depois administrar, é também conciliar interesses os mais diversos para em seguida juntar o grupo maior e vencer outra vez.
Certa vez ouvi de um petista tarimbado a seguinte frase: "Vencer e trabalhar para o povo, com os seus". Este petista se referia a João da Costa, atual prefeito de Recife que foi impedido  pela corrente majoritária do partido de disputar sua própria reeleição, tendo vencido as prévias.   A pessoa que me fez essa 'abertura de olhos' era membro da corrente majoritária no PT, aquela mesma de Zé Dirceu e Humberto Costa.
A sorte de Alexandre Arraes é que ele é filiado ao PSB  e não ao PT.
Levada em conta a lógica petista, não basta a Alexandre trabalhar para o povo. Ele terá que trabalhar com os seus. Resta perguntar: Quem são os seus? De quais partidos? De que nível com competência, honestidade e compromisso?  Eis a questão.
Deus ilumine o nosso prefeito, pois foi exatamente se cercando apenas dos 'seus' que Lula Sampaio entregou a cadeira a seu vice e depois ao interventor.
Alexandre tem uma característica muito rara entre os políticos: Paciência para decidir.
Ouvir a quem a seu ver está isento para opinar ele já fez de sobra. Embora não caiba aqui questionar a 'isenção' de tantos quantos foram chamados a opinar, vale lembrar que a opinião que conta é a dele próprio,  pois de nada adiantará nomear alguém contra a sua vontade para em seguida transformar em secretário fraco, pre-destinado ao fracasso e ao desgaste. Afinal de contas, qualquer secretário que venha a se desgastar no  percurso de quatro anos levará consigo, ao sair, um naco de popularidade que gozava o prefeito.
Este exemplo já é conhecido em Araripina. Cabe não repetir o que nunca funcionou. A escolha é individual, assim como a popularidade e o desgaste. Ao eleito, o direito de escolher com quem governar.  Pois cada um tem os seus.

Pequeno corte, grande economia.


Veja na imagem os dados relacionados ao corte de contratados na prefeitura de Araripina.
Em setembro de 2012, antes da intervenção agir, tínhamos 1.074 pessoas contratadas. Ao final da intervenção, em dezembro de 2012, temos 770 contratados. Como você pode perceber, houve mais barulho e 'choradeira' do que propriamente corte efetivo de pessoal. A impressão que ficava, com base nos dados não oficiais, é que cerca de mil pessoas haviam sido jogadas no olho da rua.  Nada disso. Apenas 304 pessoas perderam seus empregos. Com uma ressalva: Pode haver, embora não confirmado, o caso de duplos contratos, para a mesma pessoa.
Contrato é contrato. A maioria  dos contratados já recebeu o salário de dezembro, conforme informações do interventor.

GRANDE ECONOMIA
A economia com os cortes não foi pequena, embora não seja o suficiente para deixar a folha de pessoal abaixo de 54% da receita corrente líquida, como manda a lei.   O valor exato da economia mensal com cortes nos contratados e comissionados foi de R$ 516.756,00 no mês de dezembro, se comparado ao gasto máximo, ocorrido justamente no mês de outubro.

ABERTA A CAIXA PRETA DA PREFEITURA: Interventor faz balanço e mostra os números em raro exemplo de transparência.



Duplo clique na foto para ampliar
Acima, um resumo das transferências realizadas pela prefeitura nos últimos anos e no período de interinidade do interventor. Saiba, portanto,  quanto você ajuda a pagar para ter câmara de vereadores fiscalizando os recursos.  

O Interventor Estadual em Araripina, Tenente Coronel Adalberto Freitas Ferreira, encerrou seu período de interinidade à frente do Poder Executivo Municipal dando um belo exemplo de transparência. Conforme prometi, o blog vai deixá-lo em paz a partir de agora, limitando-se a narrar sua versão e a publicar apenas os dados que foram repassados de forma criteriosa à imprensa, na 'coletiva' que acabou de acontecer no gabinete do 'prefeito', não por omissão, mas pelo simples fato de o Tenente-Coronel passar a ser, a partir de agora, uma figura ausente e distante dos dados oficiais, impedido assim de se defender de quaisquer abordagens. O Tribunal de Contas e a Câmara de Vereadores poderão concordar ou discordar dos dados e informações repassados hoje, momento em que voltaremos a nos posicionar sobre a Intervenção. O editor do Meu Araripe fez algumas indagações, alternando questionamentos com Genival Souza, âncora do jornalismo da Rádio Grande Serra. As respostas estão gravadas em áudio e vídeo, que posteriormente postaremos.

As contas da prefeitura e normalização dos atos administrativos em geral compõem o bojo principal da coletiva de imprensa. De fato, é isto o que interessa e o que não ocorria em Araripina com regularidade. Também, foi para isto que o governador nomeou um interventor, atendendo a decisão colegiada da Justiça Estadual. Adalberto Freitas, o Tenente-Coronel e Interventor, ao ser abordado sobre o descontrole no combate à muriçoca e a sujeira na cidade, deixou claro que sua prioriade nos poucos dias de nterinidade era colocar a casa em ordem, acrescentando que isto foi feito.


Esta postagem está em construção. Ela se divide em três pontos: as informações oficiais resumidas em planilhas, as imagens (fotos e vídeos) e a nossa leitura crítica dos fatos.

Estamos trabalhando o material. Nesta primeira etapa, postaremos tópicos relevantes abordados e as planilhas com números interessantes para serem analisados.

RESULTADO DOS CORTES DE PESSOAL
Duplo clique na foto para ampliar
Veja com riqueza de detalhes os cortes de pessoal e a economia de recursos. O custo político e as possíveis injustiças ficam para avaliação posterior, quando o eleitor em geral se manifestar.


DINHEIRO DO SERVIDOR PÚBLICO:
SALÁRIO DE DEZEMBRO x PRESTADORES DE SERVIÇO
Depois de criticado por este blog e hoje indagado na coletiva de imprensa, o interventor mostrou flexibilidade e garantiu que está deixando quase todos os recursos em caixa e que a primeira parcala do ICMS possibilitará o pagamento da folha salarial de Dezembro já no dia 2 de janeiro. Para isto, assegura, a CAIXA já ficará autorizada a transferir os recursos para a conta dos servidores depois da virada do ano. Adalberto informou que a folha já está pronta, aguardando apenas a liberação da última parcela do FPM de dezembro e a primeira parcela do ICMS de janeiro vindouro.

NÃO DEIXA ABACAXI
O interventor garantiu que não está deixando abacaxi para Alexandre Arraes, ponderando que o futuro prefeito pode se sair muito bem na sua gestão. Segundo Adalberto Freitas Ferreira, sua Excelência o Interventor, Alexandre não receberá dívidas de outra ordem, a não ser aquelas que impedem o município de conveniar com a União, sobretudo com o INSS e agora com a previdência própria.
As dívidas reais com o INSS e com a Arariprev são pontos obscuros, que carecem de maior detalhamento. Há tempo.
Apenas Alexandre Arraes, em 2 de janeiro de 2013, poderá estabelecer o contraditório ou confirmar as informações ora repassadas.

DINHEIRO NOVO
A prefeitura já está livre do contrato anterior, assinado entre prefeitura e Caixa Econômica, para pagamento da folha de pagamento. Uma nova licitação poderá ser realizada e a prefeitura poderá receber mais de R$ 2 milhões do banco que apresentar a melhor proposta para centalizar o pagamento da folha de funcionários.


INATIVOS COM TUDO EM DIA
A folha de dezembro e o décimo terceiro dos aposentados da prefeitura já estão integralmente quitados. A Previdência própria foi encontrada com um crédito de R$ 26.693,12 em 13 de setembro passado e está sendo entregue com um saldo de R$ 438.318,00, que se elevará para cerca de 1.000.000,00 logo no início de janeiro, quando a prefeitura, a câmara e a AEDA pagarem seus salários e recolherem aos cofres  fundo previdenciário o repasse correspondente a dezembro. Segundo ofício da ARARIPREV, prontamente entregue a este blog pelo interventor (que o cobrou previamente), os repasses nos últimos três meses foram da ordem de R$ 2.684.956,55, o que resulta numa média de R$ 682.815,00 mensais, daí porque a conclusão de que em 2 de janeiro de 2013 o saldo positivo da Arariprev será de aproximadamente R$ 1.000.000,00.

Duplo clique na foto para ampliar

  DIGNO DE ELOGIO  Balanço Oficial da ARARIPREV: Achou R$ 26 mil e está deixando R$ 438.318,00 mais a contribuição de dezembro, que deverá elevar o saldo para R$ 1 milhão.


RESUMO GERAL DO QUADRO DE FUNCIONÁRIOS

Duplo clique na foto para ampliar

Aproveite para tirar dúvidas e também para tirar lições. Este é um momento ímpar que Araripina vive. Agora, não adianta mais dizer que o Interventor tem cara de poucos amigos ou que tem coração de pedra. Quem o encostou contra a parede desde o início, como o editor do Meu Araripe, dá-se por satisfeito com o Balanço Final em si, até porque, em momento algum, havia chegado um único convite para encontros 'preto no braco' como o desta manhã. Pouco importa se o Tenente Coronel teve ou não estômago para cumprimentar com alegria ou contentamento moderado este editor, se fez cara feia ou bonita. Importa apenas que não fechou as portas da prefeitura quando tinha que abri-las a fim de prestar contas do que fez. A transparência na gestão pública é a maior das conquistas. Ela é a mãe das outras. Tome-a em seu colo, alimente-a, faça-a crescer, pois este blogueiro acumula anos lutando por isso e hoje se sente realizado, depois de muitas tempestades e privações vividas num passado de combates e enfrentamentos a 'regimes' passados.
Como quis resumir o Interventor, ele não veio exatamente para trabalhar pela cidade e sim para moralizar as contas e os atos da prefeitura. Julgue você se ele conseguiu tudo ou em parte.
AGUARDE mais detalhes, inclusive o vídeo contendo o inteiro teor da 'coletiva de imprensa'. O vídeo  revela o interior de um gabinete que viveu dias tensos e que hoje encontra-se abastecido de liberdade e ar descontaminado dos males que resultaram na temida Intervenção.
Estou no aguardo do vídeo, das fotos e também  do resumo  preparado pela equipe interventora, cujo teor foi explanado pelo Interventor Adalberto Freitas Ferreira.
Fique atento ao que é repassado à educação, a saúde, à assistência social e às demais secretarias.  deixe de saber quanto é repassado à Câmara de Vereadores. Afinal de contas, o valor do repasse é aquilo que você paga  que os vereadores eleitos acompanhem e se necessário investiguem a forma que os demais recursos são aplicados. Certamente, por investigar mal e na hora errada, a Intervenção aconteceu, não por omissão de todos, mas por falha do conjunto.

RESUMO OFICIAL 
Leia abaixo a nota oficial da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Interventor de Araripina faz balanço positivo do período de Intervenção
'O Interventor do Estado no município de Araripina, Adalberto Freitas Ferreira concedeu entrevista coletiva na manhã de hoje (28) para apresentar um balanço do período de Intervenção que começou em 14 de setembro e finda na próxima segunda-feira (31).
Estavam presentes à coletiva parte da equipe nomeada pelo Governador Eduardo Campos (PSB) como Renato Cirne (Controladoria Geral do Estado) e Bruno Cruz (Secretaria de Administração Estadual).  O prefeito eleito do município Alexandre Arraes (PSB) também esteve presente.
Adalberto Freitas inicialmente apresentou o cenário encontrado quando foi designado para assumir o controle do Poder Executivo destacando a instabilidade administrativa como principal ponto para atuação. Entre as irregularidades encontradas estão o comprometimento da receita com a folha de pagamento e o não recolhimento de tributos previdenciários, além do atraso no pagamento de serviços básicos como limpeza urbana e transporte escolar.
Ele também elencou algumas ações realizadas em áreas importantes como educação, saúde, ação social, agricultura e especialmente no que tange à administração da sede municipal. Foram atualizados os sistemas tributários e contábeis, além da modernização do Portal da Transparência que agora torna pública qualquer movimentação financeira e também publica integralmente a folha de pagamento. Estas ações respeitam o que preconiza a Lei de Acesso a Informação.
Com relação à redução da folha de pagamento, Adalberto Freitas destacou que encontrou a Prefeitura com um comprometimento em torno de 65% das receitas e que em três meses executou uma economia na ordem de R$1.161.040,00. Ainda em valores o Interventor falou sobre o Fundo de Previdência de Araripina (ARARIPREV) que o encontrou com saldo em caixa de apenas 26 mil reais e deixa um saldo de aproximadamente 850 mil reais com todos os pagamentos dos inativos em dias, inclusive o mês de dezembro e o 13º salário.
Adalberto Freitas reforçou que em três meses toda a equipe esteve empenhada em organizar, especialmente, o setor administrativo da Prefeitura de maneira que o próximo prefeito (Alexandre Arraes) dê continuidade a estas e outras ações iniciadas durante Intervenção. Ele também destacou o apoio das Secretarias Estaduais e da equipe da Prefeitura de Araripina. “Estivemos aqui para cumprir uma determinação do Governador Eduardo Campos que não mediu esforços e enviou diversos representantes de Secretarias Estaduais para nos apoiar. Também não posso deixar de agradecer a equipe que aqui encontrarmos, pois caminharam junto conosco durante este período”, afirmou'. 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Secretariado municipal: dois devem continuar

Relatos 'confidenciais' apontam que dois secretários atuais estão garantidos na equipe de Alexandre Arraes: Brenno Ramos, da agricultura, e Cybele Arraes, da educação. Ambos integraram a equipe de Alexandre Arraes na interinidade e Cybele já fez parte das equipes de Valdeir Batista e Lula Sampaio, como secretária e adjunta, respectivamente.

BNB nunca investiu tanto em Pernambuco e bate recorde de aplicações


Ivaldo Regis/Divulgação
O presidente do Banco do Nordeste, Ary Joel Lanzarin, revelou, nesta quarta-feira, no Recife, durante o evento da Fiat, no Centro de Convenções, que o Estado de Pernambuco bateu recorde de aplicações agora em 2012. Ele disse que o Estado vai receber R$ 3,6 bilhões em 2012. É o maior volume de recursos que o Estado já recebeu em um único ano. Oriundo do Banco do Brasil, colocado no lugar após a divulgação de novas irregularidades no banco regional, o técnico não deu mais detalhes sobre as operações, como a colocação dos demais estados, por exemplo. Só a operação com a Fiat, acertada nos últimos 30 dias, soma R$ 888 milhões, segundo anunciado hoje.

“Com este investimento, nós reafirmamos o nosso compromisso com o Estado”, afirmou. Ary Joel atribuiu ainda o número à pujança e empreendedorismo do Estado de Pernambuco. “Não podemos estar alheios a projetos desta envergadura. É função do governo Federal e Estadual”, obsrevou.

CRO-PE elege nova diretoria

Ocorre nesta sexta-feira (28), a eleição para a diretoria do Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco (CRO-PE) no biênio 2013-2015. Os cirurgiões-dentistas do Recife votam das 9h às 17h, no Colégio Agnes, localizado na Avenida Rui Barbosa, 704, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife.

Podem participar cirurgiões-dentistas em dia com as contribuições do conselho e que tenham inscrição principal ou remida. Eles devem apresentar documento de identidade com foto. Duas chapas concorrem à diretoria do CRO-PE.

Profissionais de outras cidades ou em viagem já votaram por correspondência.

Motivo da estagnação. Por isso, Eduardo Campos insiste que a pauta do consumo está esgotada.


Endividamento do brasileiro bate recorde em outubro

Gabriela Valente, O Globo
O brasileiro nunca esteve tão endividado. O percentual da dívida total das famílias em relação à renda anual média quebrou todos os recordes: aumentou de 44,47% para 44,53%, em outubro. De acordo com os dados publicados nesta quarta-feira pelo Banco Central, foi o maior patamar já visto desde quando o BC começou a registrar os dados em 2005. Essa foi o décimo mês consecutivo de alta.
- O endividamento aumentou porque o crédito ainda cresce muito mais que a renda e enquanto isso acontecer, o endividamento total vai continuar aumentando – afirmou o economista da consultoria Opus André Gamerman, que lembrou que o ritmo de crescimento de financiamentos no Brasil está em 16% e a renda cresce a uma taxa de 9%.

Mais do mesmo. Mas o salário está em dia, diferente do que ocorre ao servidor municipal.


Votação do Orçamento 2013 fica para o ano que vem

Fernanda Krakovics, O Globo
Temendo que a oposição recorresse à Justiça, o governo desistiu de votar o Orçamento da União para 2013 ainda neste ano. A votação ficou para o dia 5 de fevereiro. Os governistas queriam lançar mão de uma manobra no regimento do Congresso para aprovar a peça orçamentária nos próximos dias, mas PSDB, DEM e PPS ameaçaram contestar a operação no Supremo Tribunal Federal (STF).
Relator-geral do Orçamento, o senador Romero Jucá (PMDB-RR, foto abaixo) afirmou, nesta quarta-feira, que o novo salário mínimo, de R$ 678, será pago normalmente em janeiro.
O mesmo acontecerá com o reajuste de 15,8%, dividido em três parcelas anuais e cumulativas de 5%, da maior parte do funcionalismo. Isso porque a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) autoriza o governo a gastar 1/12 (um doze avos) para manter o custeio da máquina pública.


Só a verdade sara


Painel de economistas avalia por que a economia do Brasil não decola

Ruth Costas, BBC Brasil (Londres)
Até 2011, a imprensa e mercados internacionais pareciam tomados por um grande entusiasmo em relação ao crescimento brasileiro. "O Brasil decola", anunciou em 2009 a revista britânica The Economist, fazendo um diagnóstico que, à época, parecia ser unanimidade.
A recente polêmica aberta em um artigo da mesma Economist chamava a economia brasileira de "criatura moribunda" - e anunciava: "O Brasil despenca" - dá a medida de como o clima mudou em relação ao País em 2012. 

Brasil deixou de ser unanimidade após desaquecimento

"Este foi o ano em que passamos de uma 'brasilmania' - um grande entusiasmo no exterior em relação ao Brasil - para uma visão mais realista e cética sobre o potencial do País. Agora, na imprensa e entre os mercados e investidores há muita incerteza sobre os rumos que a economia brasileira tomará a partir de 2013", disse à BBC Brasil Marcos Troyjo, diretor do BRICLab da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos.
Entre as causas centrais da mudança está a desaceleração econômica dos últimos dois anos. De 2004 a 2010 o PIB brasileiro cresceu a uma média de 4,5%, alcançando, em 2010, os 7,5% que encheram os olhos dos mercados e investidores.
A expansão mais modesta do ano passado - de 2,7% - foi interpretada por analistas como um ajuste sobre o ano anterior, em que o PIB havia crescido mais que seu "potencial" estimado, de 4%.
O que explica, então, a alta de apenas 1% esperada para 2012? Ou o que freou tão bruscamente o crescimento brasileiro - em um contexto em que, ainda por cima, o desemprego está historicamente baixo?

Interventor de Araripina quer mesmo entrar para a história de uma forma esquisita

Conversando com diversas pessoas que estiveram hoje na prefeitura, inclusive com quem teria participado de reunião da Equipe Interventora, fiquei com a impressão de que o Interventor Adalberto Freitas Ferreira está mesmo determinado a entrar para a história de Araripina de uma forma bastante esquisita.
É dado como fato consumado que seus 'conselhereiros' conseguiram 'incutir' no mesmo que é mais importante pagar a dez ou vinte fornecedores e deixar sem salário os servidores efetivos e também contratados. Ou seja: Convenceram o homem de que é melhor evitar a pressão de dez fortes do que ouvir a chiadeira de mil fracos.
As páginas de história dirão o seguinte, sem paixão e sem desviar a verdade:
"Interventor do Estado em Araripina concluiu seu 'mandato' deixando a cidade suja e esburacada, a folha de servidores atrasada, esgotos estourados e muriçocas sem controle. Isto, depois de promover drástico corte na folha de pessoal e retirar gratificações de efetivos e comissionados". Com o seguinte acréscimo: "Até a festa de confraternização de fim de ano só aconteceu com a famosa vaquinha".

Há que se concluir: Há conselheiros e conselheiros. Até dia 31 o senhor interventor terá tempo de sobra para mudar o resumo da ópera, mesmo que seja apenas invertendo as prioridades. Pagar fornecedor e deixar sem salário o servidor é no mínimo sinal pouca sensibilidade.
Perguntar não ofende: Soa verdadeiro informar que Intervenção não rima com gestão"

Quer almoçar com o interventor?


Gastando apenas 30 Reais, sendo detentor de convite, você almoça hoje com o Interventor Adalberto Freitas Ferreita no bar de Robinho. É confraternização.
Leia o convite que circulava na Secretaria de Agricultura, onde chegou o boato de que o salário de dezembro não será honrado em 2012.

Pinóquio

Saúde 1 – O Brasil conta hoje com 33.434 equipes do Programa Saúde da Família em 5.298 municípios dos 5.665 existentes no país. Elas assistem a 105 milhões de brasileiros dos 27 estados da federação. Além disso, o país conta com 257.265 agentes comunitários de saúde. Cada equipe de PSF é formada por um médico, um enfermeiro e pelo menos um agente de saúde.

(Do Blog de Inaldo Sampaio)

Meu Araripe
O governo fala desses números e não fica corado, nem cresce o nariz como Pinóquio. Já está acostumado a mentir, a fazer de conta. Só para ilustrar, há uma propaganda oficial do governo federal dando como região sem problemas com a seca o nosso sofrido Nordeste. A sorte de Dilma é que as vacas mortas não falam. Outra sorte dela é não precisar dessa saúde que só existe nas contas de seus marqueteiros.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Balanço da Intervenção


O Interventor Estadual no município de Araripina, Tenente Coronel Adalberto Freitas, está convocando coletiva de imprensa para o dia 28, 8:00 horas, no seu gabinete. Na ocasião, fará uma espécie de Balanço da Intervenção. O convite para a coletiva, formulado pelo Assessor de Imprensa Jorge Possetti, não informa se haverá o tradicional almoço de confraternização da autoridade local com os radialistas. Pelo arrocho nas contas e cortes de despesas, nada indica que neste ano haverá 'rega-bofe'.
Muitas perguntas certamente serão feitas. Por ser um tema complexo, gostaria que o interventor já pedisse à  equipe para preparar as seguintes respostas:
1) Quanto havia de recursos no Fundo de Previdência dos Servidores de Araripina quando da sua posse?
2) Quanto há hoje no mesmo fundo?
3) De quanto é o rombo no Arariprev?
4) Qual a receita mensal e qual o valor da folha de aposentados?
5) Quando ocorreu a último encontro oficial para prestação de contas?

Indústria chegando para mais perto

Serra Talhada ganha usina para produção de óleo de soja
A empresa Ripom, do grupo mineiro Triângulo Alimentos, concretizou a promessa de abrir uma unidade de beneficiamento de óleo de soja em Serra Talhada, a 420 km do Recife.
A chegada dos primeiros equipamentos foi comemorada, há pouco, num ato que contou com a presença do prefeito eleito Luciano Duque (PT).
A usina vai gerar 600 empregos diretos quando estiver operando na sua plenitude. O projeto é alicerçado numa produção diária de oito mil litros de óleo de soja.
A matéria-prima, no caso a soja, virá inicialmente da Bahia, mas na primeira etapa a unidade de Serra Talhada funcionará com uma estrutura voltada apenas para o envase do óleo em garrafas e latas.
Para a Ripom se instalar em Serra Talhada, a Prefeitura fez a doação de um terreno às margens da BR-232.
“Visamos atrair empregos para o município e temos pela frente a projeção da refinaria oferece cerca de 600 empregos”, comemora o prefeito Carlos Evandro (sem partido), responsável pelas articulações para o grupo mineiro optar pelo município.

Indicado para defender corruptos

Oposição quer explicações sobre conversa entre Fux e Carvalho
A oposição quer explicações do secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, sobre uma conversa entre ele e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux. Segundo o Estadão, antes de ser indicado ao cargo, Fux teria procurado Carvalho e afirmado que o processo do mensalão “não tinha prova nenhuma” e que “tomaria uma posição muito clara” durante o julgamento.

Para o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), a afirmação permite supor não apenas que Gilberto Carvalho trabalhou para a indicação de Fux ao Supremo, mas que o Executivo usou a prerrogativa de poder indicar os membros do STF para colocar lá uma pessoa com voto já declarado a favor do PT. "Cabe ao Governo, principalmente à presidente Dilma, explicar por que nomeou o Fux", disse o parlamentar.

Presidente e líder dos Democratras no Senado, José Agripino (DEM-RN) também acredita na necessidade de esclarecimentos. "É uma bisbilhotice imprópria para um ministro de Estado. Fica claro que o Fux procurou o Gilberto para pedir ajuda na indicação", afirmou.

Gilberto Carvalho foi chefe de gabinete do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na época do mensalão. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o ex-presidente poderá até ser investigado pelo Ministério Público devido às declarações de Marcos Valério, apontado como operador do mensalão, que afirmou, em depoimento à Procuradoria-Geral da República, que Lula autorizou empréstimos dos bancos Rural e BMG para o PT com o objetivo de viabilizar o esquema.

Não adiantou a pressão/chantagem encomendada pelo time de Zé Dirceu ao Sistema Globo

Folha de São Paulo diz que Eduardo Campos começa caravanas já no começo de 2013

Veja as duas notas, divulgadas pela coluna Painel, neste domingo

Caravana 1

Eduardo Campos (PSB) deve intensificar nos primeiros meses de 2013 viagens a vários Estados, atendendo a convites para homenagens e outorga de títulos de cidadão honorário.

Caravana 2

Nas visitas, o governador de Pernambuco e potencial candidato à Presidência aproveita para fazer contatos com políticos e empresários, principalmente fora da região Nordeste.
(Do blog de Jamildo)

Risco federativo

Congresso ignora STF e submete Estados ao risco de perder repasses de R$ 50 bi do FPE 

Josias de Souza 


Provocado pelos governos de quatro Estados (RS, GO, MT e MS), o STF decidiu, no dia 24 de fevereiro de 2010, que o artigo 2º da Lei Complementar 62/89 é inconstitucional. Esse artigo fixa os critérios para o rateio do FPE, o Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal. É por meio do FPE que a União reparte com os governos estaduais uma fatia do que arrecada com o Imposto de Renda e o IPI. Preocupados em não secar as caixas dos Estados do dia para a noite, os ministros do Supremo, em decisão unânime, deram ao Congresso um prazo para aprovar uma nova regra: 31 de dezembro de 2012. Decorridos dois anos e dez meses, o Legislativo não cumpriu a ordem judicial. Deputados e senadores foram ao recesso sem acomodar regras novas no lugar das normas condenadas. Com isso, criou-se um vácuo legal que sujeita os Estados ao risco de deixar de receber em 2013 as verbas do FPE. Coisa de R$ 50 bilhões. É uma cifra quase dez vezes maior do que os valores envolvidos na polêmica sobre a repartição dos royalties do petróleo.

Prepare o bolso

É importante que tenhamos reajuste da gasolina em 2013, diz Foster

Ramona Ordoñez e Bruno Rosa / O GLOBO


Na última sexta-feira, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, estava cedo na sede da companhia, no Rio, após chegar de viagem a trabalho ao exterior às 4 horas da madrugada. Em entrevista ao GLOBO, Graça falou dos planos para 2013, admitiu que a defasagem no preço da gasolina é de 6% e disse que a importação do combustível cresceu 56% este mês, para 178 mil barris por dia. Ela adiantou ainda que a estatal vai explorar gás em terra. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, já prometeu reajuste da gasolina em 2013. Qual é a defasagem dos preços? Foi premissa do plano de negócios (2012-2016) ter um reajuste de 15% para gasolina e diesel nesse período. Em junho, tivemos reajuste de 3,94% do diesel e de 7,83% da gasolina. Em julho, tivemos outros 6% no diesel. Então, tem uma diferença de 4% no diesel e de 6% na gasolina. Não estou dizendo que isso é aumento. Esse valor é a diferença, que pode ser dada de uma vez só ou em longas etapas (até 2016). Essa parte não tem dia nem hora para ser dada. Quanto mais agora (ser dado o reajuste), melhor para a Petrobras.

Saúde do bolso da família do médico

Saúde da Família fragilizado

Marcelle Ribeiro / O GLOBO


Em 2012, o Ministério da Saúde descredenciou, em média, 632 equipes do programa Saúde da Família por mês. Em 2011, tinham sido afastadas 444 equipes e, em 2010, 342. A principal irregularidade é o descumprimento da carga horária mínima por enfermeiros e médicos. Mas há também casos de falta de materiais e equipamentos e de equipes incompletas. Nas cidades mais organizadas, cada equipe atende a 2.500 pessoas, mas algumas põem 4 mil sob responsabilidade de cada grupo, prejudicando o atendimento preventivo.

NOVO SM

Salário mínimo será de R$ 678 em 2013, anuncia governo

G1
O Palácio do Planalto anunciou nesta segunda-feira (24) que, a partir de 1º de janeiro de 2013, o valor do salário mínimo será de R$ 678, o que representa um reajuste de 9% em relação aos atuais R$ 622.
O anúncio foi feito pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffman, após reunião com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto.

Arena Pernambuco em imagens


Veja imagens recentes no Site Oficial

Tudo está no 'seu lugar'.

Brasil repete para 2014 os erros de mais de 60 anos atrás

Jamil Chade, Estadão
Obras atrasadas, sedes escolhidas por motivos políticos e incertezas até o último momento. Essa poderia ser a história da Copa de 2014. Mas, na realidade, são acontecimentos que marcaram a outra Copa do Mundo que ocorreu no Brasil, a de 1950, símbolo do esforço de um país para se projetar pela primeira vez internacionalmente.
Um levantamento realizado por quatro pesquisadores e jornalistas - Beatriz Ferrugia, Diego Salgado, Gustavo Zucchi e Murilo Ximenes - revela como o Mundial de 1950 foi preparado, suas intrigas políticas e desafios. O futebol era outro. O Brasil certamente também era outro e a própria Fifa não é a megapotência que hoje controla o maior esporte do planeta.
Há 60 anos, o Mundial contou com 13 seleções, após muitas delas desistiram ou esnobaram o Brasil. A Argentina, provavelmente a melhor seleção do mundo na década de 40, optou por não jogar. Segundo a pesquisa, a Copa custou ao País menos de R$ 500 milhões, transformando para valores atuais.


Leia mais em Brasil repete para 2014 os erros de mais de 60 anos atrás