sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Muito conhecimento e excesso de liberdade. Dona Marisa já sabia.

Em gravação feita em maio, Rosemary afirma a Paulo Vieira que petista parece 'velho caquético'
 Em diálogo captado pela Polícia Federal em maio deste ano, Rosemary Noronha se mostra preocupada com a imagem do ex-presidente Lula.  Na conversa, Rose fala a Paulo Vieira, ex-diretor da ANA (Agência Nacional de Águas), que vai perguntar ao ex-presidente se procedem especulações sobre a ida de Beto Vasconcelos, assessor da presidente Dilma Rousseff, para a AGU (Advocacia-Geral da União). 'Mas hoje eu vou, provavelmente, eu vou encontrar com meu chefe e vou perguntar pra ele.'
Vieira diz que achou Lula muito abatido em evento no Rio, e Rose responde:  'É, eu já falei pra ele. Ele tem que parar de se expor em público enquanto a perna dele não ficar boa... Ele levou um tombo domingo passado dentro de casa... Ele tá parecendo um velho caquético'.  Em seguida, Vieira discorda: 'Não, não chega a tanto'.
Rose, porém, insiste: 'Depende do canal [a] que você assistir. Uma coisa é você ver uma foto no jornal manipulada pelo [Ricardo] Stuckert [fotógrafo do Instituto Lula]. Outra coisa é você ver um movimento na Globo News'. (Informações da Folha de S.Paulo)

Ex-poderosa de Lula preocupa peistas mais fraquinhos

 Petistas de quase todos os estados que jamais haviam ouvido falar no nome de Rosemary Noronha não aguentam mais as trapalhadas e
maracutaias dos correligionários paulistas. A rotina de escândalos está cansando. Em um bate-papo no cafezinho da Câmara, Amauri Teixeira, do PT baiano, fez um desabafo ao correligionário catarinense Pedro Uczay:

- Esse paulistas ainda vão nos f…

Ainda vão?

Na Brasilprev, Rosemary Noronha estava como o diabo gosta. O ex-marido, José Claudio, era suplente do conselho de administração. E o presidente da empresa é Ricardo Flores, que tem excelentes relações com ela há tempos. (Lauro Jardim - Veja)

Chuva de 26 milímetros anima população rural e deixa Araripina intransitável.

Bastaram 26 milímetros de chuva na sede da cidade para que duas situações se evidenciassem: o povo se anima com os primeiros pingos de água; a cidade de Araripina está condenada a viver dias dramáticos, em virtude dos serviços da OTL e FLAMAC, que deveriam realizar melhoria na rede de distribuição de água e resolver o problema de esgotamento sanitário.
O trânsito já era caótico, o que obriga os enfurecidos condutores de veículos e transeuntes em geral encontrarem novo adjetivo. Palavrões se ouvem por todos os lados. Mulheres perdem a linha ao sujarem sapatos e roupas e esbravejam sem reservas. Pessoas sem Deus no coração pedem condenação a inferno eterno para os responsáveis pelo desserviço. Ninguém faz nada, ninguém intervém. Barro e areia por todo lado. Aos montes e espalhados pelo vento e pela chuva. Domésticas xingando pelos cantos e ameaçando pedir demissão por todas as casas, por não mais suportarem limpar sujeira.

É SÓ O COMEÇO
Não precisa está atendo para saber que estamos apenas no começo do drama. A FLAMAC simplesmente coloca  canos finos em valas que faz com retroescavadeira. Nenhum cano de esgoto domiciliar está sendo ligado. Este serviço está ficando para uma nova etapa, quando as ruas serão novamente quebradas e as calçadas também. Está ruim, não se pode negar. Vai ficar pior, não se pode evitar. A menos que alguém intervenha e obrigue a empresa a iniciar os serviços do ponto mais baixo para o mais alto, já deixando a tubulação devidamente ligada aos domicílios.   Seria isso o lógico e até mais barato. Mas, pelo visto, alguém deve está sonhando com um termo aditivo mais adiante ou simplesmente pensando em deixar tubos finos enterrados para transportar vento, enquanto os esgotos continuarão sendo os antigos.
Alguém precisa reagir. Alguém precisa defender Araripina. É impossível acreditar que todos os eleitos e também o interventor estejam satisfeitos com o que ocorre na cidade. Também é preciso saber se não existe oposição na cidade quando o assunto é obras da OTL e Flamac.

ESQUEÇAM RUAS ASFALTADAS E BONITAS POR UM BOM TEMPO
Será ato de irresponsabilidade investir em pavimentação de ruas em Araripina por um bom tempo. Será ato condenável gastar com recapeamento asfáltico em ruas calçadas. Todas elas serão novamente quebradas em forma de espinha de peixe. Por isto, desde já devemos nos acostumar com esta cidade feia, suja, de calçamento irregular e quebradiço por um longo período. Não houve planejamento. O lógico teria sido fazer tudo de uma só vez: serviço de água e serviço de esgoto, com anúncio prévio aos moradores das ruas para que se preparassem para guardar veículos fora de casa, entre outras providências.
Já é velho o ensinamento segundo o qual o mal se faz de uma vez só e o bem se faz aos poucos. Nem isso aprenderam.
Guardem este link em lugar seguro. Outros no passado previam o que está acontecendo. Está começando a festa da nossa padroeira. Quem for forte de reza deve aproveitar a oportunidade para pedir ajuda a Nossa Senhora da Conceição. Quem for evangélico deve se dirigir diretamente ao Senhor.

Laudo de análise condena água da Barriguda. Prefeitura terá que interditar barragem.

Dez agentes perigosos nas águas na barragem localizada em Nascente
Laudo inquietante para a população que se serve de água da Barragem da Barriguda, em Nascente. O resultado de análise informa que a densidade de cianobactérias é de 339.760 células/ml, quando o tolerável é de apenas 50.000 cel/ml.
Agentes Sanitários estiveram nesta sexta-feira na secretaria de agricultura apresentando (cm protocolo) o laudo a Danda Simeão, que de imediato comunicou ao titular da pasta, Brenno Ramos. Só há uma medida a ser tomada: Interdição.
Alguns dos principais táxons encontrados: Cylindrospermopsis raciboski, Pseudonanabeana sp., Konvophorum minutum Skuja.
Foi esta a água servida  por longos meses de  seca a conterrâneos de Nascente, Gergelim e arredores.

Lagoa do Barro é pior
O laudo de Lagoa do Barro ainda está sendo aguardado. Contudo, não há dúvida: a qualidade do líquido é pior.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Dilma quer tirar Lula do seu caminho. Não existe ex-guerrilheira.


Antes de ser detida, Rosemary conversava com Lula todos os dias




Da Agência Estado  

A ex-chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo indiciada por corrupção na Operação Porto Seguro, Rosemary Nóvoa de Noronha, afirmou, em e-mail interceptado pela Polícia Federal em março deste ano, que conversava “todos os dias” com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A mensagem foi enviada por Rose a Paulo Vieira, diretor afastado da Agência Nacional de Águas (ANA), apontado por investigadores como chefe de uma quadrilha que comprava pareceres técnicos de órgãos públicos para beneficiar empresas.

“Mandei uma notícia de ultima hora sobre a alta do PR (presidente da República) e vc nao falou nada... Tenho falado com ele todos os dias, agora ele já está voltando a política e logo vou resolver se fico no Gabinete”, escreveu Rose a Paulo Vieira. A sigla PR é usada no Palácio do Planalto para identificar presidentes.

O e-mail foi enviado em 29 de março, um dia depois que a equipe médica do Hospital Sírio-Libanês confirmou a remissão total de um tumor na laringe do ex-presidente. Na ocasião, Lula divulgou um vídeo em que dizia “voltar à vida política”.

A operação da Polícia Federal também teria gravado 122 telefonemas entre o ex-presidente e Rose entre março de 2011 e outubro deste ano, segundo reportagem publicada pelo jornal Metro. A média seria de cinco ligações por dia.

A oposição cobrou explicações de Lula sobre a nomeação de Rose, e sobre os contatos entre ela e o ex-presidente. “Qual o motivo desses contatos, uma vez que ele não estava mais na Presidência?”, indagou o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP).

A assessoria do Instituto Lula, que representa o ex-presidente, não se manifestou sobre o caso.

Os partidos também querem ouvir explicações dos diretores de agências nomeados por Rose. Os parlamentares ainda pedirão esclarecimentos ao advogado-geral da União, Luís Adams, sobre o envolvimento de seu subordinado José Weber Holanda, advogado-geral adjunto, no esquema. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fotos: reprodução

Fala, catita!

Escândalo do Gabinete: 'Não vou cair sozinha', diz Rose

Desligada da tomada por Dilma Rousseff, Rosemary Novoa de Noronha, a Rose, ameaça produzir um curto-circuito. A ex-servidora do escritório da Presidência em São Paulo distribui, em privado, um (clique e leia aí) aviso: “Não vou cair sozinha”. Bom, muito bom, ótimo. Em estado de choque, madame tornou-se é um arquivo de alta voltagem. Situada no terceiro escalão da engrenagem federal, Rose emplacava até diretores de agências reguladoras. Decerto tem muito a dizer. Ah, fala logo Rose. (Do blog  de Josias de Souza)

A FLAMAC faz lama e o servidor municipal faz protesto. Interventor desce a 'rampa' para escutar.


Interventor de Araripina recebe Carta Aberta do Sindicato dos Servidores



O Interventor do município de Araripina, Tenente Coronel Adalberto Freitas recebeu na manhã de hoje (27) uma Carta Aberta entregue pelo SIMA – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araripina, assinada pelo seu presidente Tiago Josimar da Silva.

Na Carta Aberta, o SIMA elenca os assuntos tratados na Assembleia da categoria no dia 22 de Novembro de 2012 quando os membros deliberaram sobre diversos assuntos. O principal tema foi a insegurança com relação ao pagamento do 13º salário dos servidores municipais, a regularidade do pagamento dos servidores da saúde e o pagamento dos dois meses atrasados dos servidores temporários.
O presidente do SIMA protocolou a entrega da Carta juntamente ao Interventor do município, Adalberto Freitas que respondeu publicamente aos questionamentos feitos pela população. Adalberto Freitas destacou a situação previdenciária do município que se encontra com um débito junto à União de R$70 milhões. Tranquilizou ainda que o pagamento do mês de novembro será efetuado antes do final do mês, provavelmente na sexta-feira, dia 30


Com relação ao pagamento do 13º salário o Interventor afirmou que está no aguardo do repasse do Fundo de Participação dos Municípios – FPM para avaliar se será possível pagar o 13º salário em sua totalidade ou de maneira parcial. “Temos uma previsão de aumento de recursos para o mês de dezembro, mas precisamos esperar esta previsão se concretizar. Só assim poderemos garantir o pagamento deste direito dos servidores”, disse.
Adalberto Freitas também destacou a importância da reivindicação dos direitos dos servidores e novamente se colocou à disposição para deliberar sobre os assuntos que se referem à municipalidade.


MEU ARARIPE
Araripina nunca mais será a mesma. Disso podem ter certeza. Os servidores criaram coragem e já enfrentam um Tenente Coronel enviado pelo 'príncipe', no mesmo instante em que as ruas viraram um lamaçal com buracos em longitudinal e em breve em espinha de peixe (para colocação de canos de esgoto que não darão conta do recado e estourarão logo no primeiro teste. Sabendo que o mau serviço da FLAMAC está só no começo e que as chuvas podem ser fracas mas virão, fica definitivamente quebrado  o clima de letargia antes reinante e criado  o ambiente de desconforto nos bairros centrais, que até pouco tempo acreditavam não ser parte do problema que a outros atingia. Qualquer sociólogo de boteco sabe no que isso resulta.

O Meu Araripe já anunciava o caos em 2 de setembro de 2011. Veja aqui e busque outras.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Disse tudo

gonzaga_patriota_foto_brizza_cavalcante_ag_camara
O deputado Gonzaga Patriota (PSB) criticou em discurso na Câmara Federal, nesta segunda-feira, o atraso nas obras de transposição do rio São Francisco e os gastos do governo federal com aluguel de carros-pipa para levar águas aos municípios nordestinos castigados pela seca.
“Gastaram essa quantia com medida paliativa e não disponibilizam R$ 2 bilhões para terminar a integração do São Francisco com outros rios”, disse o deputado.
Segundo ele, o Ministério da Integração Nacional autorizou a conclusão dos dois eixos de integração da Bacia do São Francisco com um investimento estimado da ordem de R$ 2,3 bilhões, porém a obra está caminhando a passo de tartaruga.
A seu ver, quem deveria assumir o comando desta obra era o Batalhão de Engenharia do Exército.

Matuto não pode ver um Shopping: Este é Rio Mar, o maior e mais belo das Américas


Aumentou o orgulho de ser pernambucano. Também ficou mais elástica a matutice e a mania de grandeza. O fato é que a foto impressiona. Numa das cruzadas de viaduto, entrei para ver a obra genial do senhor JCPM. Lembrei, ao ver a Via Mangue se arrastando, que seu João fez rasgados elogios ao xará (mas prefeito parado) João da Costa. O fez no sentido de cutucá-lo para ver se a obra de acesso saia do papel enquanto ele, o empresário,  iniciava e concluía o maior e mais bonito Shopping Center das Américas, o famoso e imponente Rio Mar. Que nada! O Rio Mar está pronto, acabado, inaugurado e cheio de gente, mas a Via Mangue anda no ritmo das obras do PT. Quem compara a beleza e o refinamento do Shopping com o simples amontoado de ferro e concreto sem detalhe que não sai do canto, e por cima compara com as pontes quilométricas que os chineses iniciam e terminam em dois anos, fica com uma certeza: Precisamos aposentar os petistas e colocar Paes Mendonça na presidência da República. Os petistas a gente manda para a China, a fim de treiná-los para a construção civil da Bolívia.
Entrando e saindo do Rio Mar a gente se depara com três situações: Uma obra imponente que rápido se fez; uma obra de acesso que não saiu do papel; e o primeiríssimo mundo contrastando com o sextíssimo mundo em apenas um minuto de deslocamento . O sexto mundo são as favelas pelas quais o turista e o cliente do Rio Mar tem que atravessar por falta de uma Via Mangue que teima em não ser concluída, para deleite de políticos e empreiteiras que superfaturam e por isso tangem com a barriga. As favelas também são uma invenção dos embriões de petistas, que lá atras, travestidos de 'esquerdistas',  para conquistar apoio popular, incentivaram invasões nas áreas mais caras, belas e nobres da capital de todos os Pernambucanos.      Agora, passados os anos, não sabem o que fazer com a invenção 'social'.  Com elas, atrasam o progresso, amedrontam os turistas, aumentam o consumo do craque e atrapalham os planos de quem pensa em empreender, como o sergipano João Carlos Paes Mendonça.


Casas Bahia ao fundo, queimando preços e esvaziando a concorrência.

Da sacada, a vista de um velho Recife que  precisa de gestor.

Fora da base

Não abandonei o blog, apenas estou fora da base. Aqui, planejando e ao mesmo tempo decidindo parte do futuro daqueles que coloquei no mundo.  Dizem que quem ama cuida. Também dizem que quem ama educa. É disso que estou tratando. Com um detalhe: o governo não oferece nada em forma de retorno daquilo que pagamos de impostos  e a conta de educar fica salgada. Com outro detalhe: não educar fica mais caro ainda.
Aproveitando que estava por perto, fui ver a grandiosidade e beleza do RioMar e sai com uma certeza: Araripina precisa ser descoberta por um ou por vários caras iguais a João Carlos Paes Mendonça. Digo isto porque fiquei sabendo que um chuvisco transformou nossa querida capital do gesso num lameiro só. Esse pessoal precisa aprender com JCPM como se faz lijeirinho e bem feito. Por falar em lijeirinho, lembrei de uma tartaruga. Falo desse prefeito de Recife. Um homem só (JCPM)  fez o maoir e mais belo Shopping das Américas em poucos meses e o prefeito atual, João da Costa, junto com João Paulo,  ambos do PT, em 12 anos,  ainda não entregaram a Via Mangue. Resultado:  Para sair da mais imponente obra do Nordeste temos que passar por uma das piores obras da esquerda recifense, que são as favelas resultantes das invasões organizadas pelos movimentos 'populares' na área mais nobre e bela do Estado.
Só vendo e passeando para crer: É sair do primeiro e entrar no sexto mundo em questão de um minuto.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Globo aparece para falar da seca. Tarde, quando ela já matou milhares de animais e Dilma fugiu o quanto conseguiu.

A Rede Globo não conseguiu esconder a seca que assola o Nordeste. Depois de muito fingir que o drama não existe, escalou um repórter não nordestino para narrar o flagelo. Este fez pouso em Juazeiro do Norte e relatou casos de Marcolândia, Salitre e Serrita. De qualquer forma, ajuda. Dilma não terá como fugir da realidade, embora seja quase impossível forçá-la a passar pelas obras inacabadas da Transposição. Por lá a Globo também não passou. Vai deixar o PT ganhar outra campanha embromando e aumentando os custos da obra.

Polo Gesseiro do Araripe ajuda a 'criar uma cobra'.

Leia reportagem abaixo e comece a se preocupar.

Polo Gesseiro de Araripina, que abrange três cidades: Araripe, Ipubí e Trindade, representa 93% da produção do gesso no país e oferece mais de 14 mil empregos diretos e 50 mil indiretos

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Sedinc) coordenará umavisita técnica, entre os dias 19 a 23 deste mês, ao Polo Gesseiro de Araripina, emPernambuco . O objetivo é apresentar aos empresários do gesso de Grajaú (MA) o desenvolvimento do sertão pernambucano neste segmento, a fim de estimular o potencial da região na extração e comercialização do minério no município maranhense. A visita conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Grajaú e do Sindicato de Extração e Beneficiamento de Calcário e Gipsita no Estado do Maranhão(Sindusgesso).
Para se ter uma ideia, o Polo Gesseiro deAraripina, que abrange três cidades: Araripe, Ipubí e Trindade, representa 93% da produção do gesso no país e oferece mais de 14 mil empregos diretos e 50 mil indiretos. Entre 2009 e 2011, opolo movimentou mais de R$ 1 bilhão de reais com a extração de gipsita (minério) e a industrialização do produto, de acordo com o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).
Para o superintendente de atração de investimentos da Sedinc, Ubiratan Silva, a visita é uma espécie de intercâmbio, que tem como finalidade a troca de experiências entre os empresários maranhenses e pernambucanos, a fim de buscar conhecimentos a serem aplicados no Polo de Grajaú. “Esta é uma demanda antiga da Sedinc, que é fazer com que o distrito industrial de Grajaú seja implementado. Como o município se destaca como um polo gesseiro, a Sedinc vem empenhando esforços para o desenvolvimento desta atividade”, afirmou Ubiratan.
De acordo com Sebastião Correa, consultor da Sedinc, o objetivo principal da visita é mostrar às pessoas que trabalham no Polo de Grajaú, desde mineradores, plaqueiros e comerciantes em geral, o alto nível alcançado pelo polo pernambucano nos setores econômico, social e tecnológico.“O Maranhão possui uma grande vantagem, pois possui um minério de boa qualidade e de muito fácil exploração, além da localização geográfica privilegiada em função da modal de estradas de rodagem e de ferro”, completa Sebastião.
A sustentabilidade é outro fator que contribui para as vantagens na produção em Grajaú. Na região há uma grande disponibilidade de matriz energética a base de gás natural existente em Capinzal do Norte e Santo Antônio dos Lopes. Com isso, ao invés de derrubar florestas com a finalidade de gerar energia para produzir e industrializar o gesso, é utilizado o gás natural que garante uma produção mais sustentável e sem agredir o meio ambiente.
A expectativa para a visita ao Polo de Araripina é que os empresários maranhenses despertem para a responsabilidade empresarial que eles têm com esse setor para que promovam a melhoria tecnológica nos processos e que favoreçam a preparação de mão de obra, garantindo, desta forma, a sustentabilidade ambiental da atividade em Grajaú.

Autor: Vinculado ao interjornal.noticias

Sem décimo? Como serão as primeiras pedaladas de Alexandre?

Cuidado com a corrente da bicicletinha...
Mesmo efetuando cortes de pessoal contratado e cortando gratificações de efetivos e comissionados, o Interventor Adalberto Freitas ainda não sinalizou que pagará o 13% salário dos servidores municipais. Ao contrarío, deixou claro que está difícil pagar. Há quem sustente que ele poderá pagar o décimo terceiro e deixar dezembro para Alexandre Arraes.
Ou seja: Alexandre já vai assumir no vermelho, coisa bem diferente do que estava imaginando.
Alexandre vai precisar de muito apoio e compreensão no início, para não deixar a corrente da 'bicicletinha' cair na primeira rampa.  
A comparação é esta mesma. Governar o nosso município é como começar a pedalar numa bicicleta enferrujada  e com a corrente frouxa. É preciso que muita gente ampare, segure e empurre com jeito no começo, para que a corrente não caia logo na primeira rampa. Se cair, fica difícil levantar e encontrar gente para empurrar outra vez.
Mais: Alexandre ainda precisa saber se quem está empurrando quer mesmo alçá-lo para frente ou derrubá-lo. Na política tem dessas coisas. Portanto, se você é um daqueles que quer ver Araripina saindo do buraco, comece a lembrar como foram suas primeiras pedaladas.  

O neto de seu Arraes vai precisar exercitar muito aquilo que ensinou Chê Guevarra: "Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás". E prosseguir pensando como Che: "Se no existe la organización, las ideas, después del premier momento de impulso, van perdiendo  eficacia"

José Serra no PPS

Certo de que o PSDB só lhe reserva problemas e traições, o tucano José Serra, único com votos no partido em âmbito nacional, deverá entrar de alma e coração no PPS. Ainda lhe resta o PSD de Kassab, mas este virou ninho de gatos também traidores.
Serra só tem alguma chance de brilhar outra vez fora do PSDB. Poderá, inclusive, disputar o governo de São Paulo em aliança com o PSB de Eduardo Campos. Ou o senado, forçando o comando tucano a apoiá-lo, numa ampla aliança contra o PT e também contra o mineiro Aécio, o que mais lhe enfiou espadas pelas costas.
Não duvidem: Em 2014, poderemos ter o PSDB paulista apoiando Eduardo Campos, em sintonia com o PPS. É a única chance que tem Geraldo Alckmin de escapar de uma derrota para o candidato a governador do PT.

PPS com Eduardo Campos para presidente

Por enquanto fala-se em 'namoro'. O fato é que o PPS, presidido pelo pernambucano Roberto Freire, hoje deputado por São Paulo, deve apoiar Eduardo Campos para presidente em 2014.
Pelo visto, o neto de Arraes deverá receber o apoio de 90% das siglas que seguiam o PSDB e metade das que gravitam o PT atualmente. Está ficando forte.

Museu

Entre 29 de novembro e primeiro de dezembro Araripina discutirá sobre a criação de Museus que abriguem o patrimônio fossilífero do Araripe. A ideia é que a Universidade Federal entre com o conhecimento e a região com o acervo. É bom que apliquem vacinas para  não contaminar o projeto, que é louvável. Basta informar que Valmir Lacerda criou um museu municipal e seus sucessores deixaram ruir. Até agora ninguém quis saber para onde se mudaram as peças importantes e caras lá existentes. Inclusive os vaiosíssimos fósseis.




terça-feira, 20 de novembro de 2012

OSSO GORDO


PT arquiva a ideia de fazer oposição a Eduardo Campos



pedro eugênio 2 - foto divulgação
O PT de Pernambuco ainda não reuniu os seus órgãos de direção para avaliar o desempenho do partido nas últimas eleições municipais.
O presidente Pedro Eugênio só pretende marcar esta reunião para o mês de dezembro quando as casas legislativas estarão em recesso e a relação interna menos conflituosa.
Entretanto, a ideia de abandonar a base governista para fazer oposição ao governo Eduardo Campos está descartada.
O partido controla três secretarias no governo estadual (Transportes, Cultura e Governo) e não quer abrir mão deste espaço porque a partir de 1º de janeiro já não terá mais o controle da prefeitura do Recife.

Lembram daquela chapa citada aqui?


Câmara Federal outorgará nesta quarta-feira medalha do mérito legislativo a Tadeu Alencar



tadeu_alencar_foto_josue_da_mata_SEI
O secretário-chefe da Casa Civil, Tadeu Alencar, estará em Brasília nesta quarta-feira para receber da Câmara Federal a medalha do Mérito Legislativo.
A outorga da comenda acontecerá às 15h, no Salão Negro do Congresso Nacional, em solenidade que será comandada pelo presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS).
A comenda, criada em 1993, homenageia anualmente pessoas e instituições que prestaram relevantes serviços ao Brasil e ao Poder Legislativo.
Além de Tadeu Alencar, também serão homenageados, entre outros, os ministros do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon e Francisco Falcão e o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, desembargador Jovaldo Nunes.
A homenagem a Tadeu Alencar foi sugerida pelo 3º secretário da Câmara, deputado federal Inocêncio Oliveira (PR-PE).
(Do blog de Inaldo Sampaio)
MEU ARARIPE
Se fosse apenas um candidato a deputado federal com aval de Eduardo Campos, não precisaria desse tipo de 'destaque'. Mas, como falam na capital, Tadeu já conhece a pedra que poderá aparecer no seu caminho (rumo ao palácio): Antônio Figueira, também queridinho de Eduardo Campos e com potencial para aparecer bem nas pesquisas.  Alguém ouvia falar o nome de Geraldo Júlio? Pois ele se elegeu prefeito da capital, atropelando até mesmo o ex-presidente Lula e a presidente Dilma. 

Previsão de chuva para Sábado e previsão de falta de maniva.


Os plantadores de mandioca de Araripina, que debatem os problemas de seca e falta de rama na Secretaria de Agricultura do município, comemoram e 'choram'  neste momento.
A comemoração se dá em virtude da previsão de chuva para sexta-feira e sábado (ver foto do 'Cilmatempo')
O 'choro' é em virtude da falta de manaíba. Alguém, sabendo muito além da verdade, alardeou que a variedade Sergipana, plantada em Arapiraca (AL) é a mesma Caravela testada no IPA de Araripina.
Um menos sabido apareceu e avisou: "Esta Sergipana plantada em consórcio com fumo em Arapiraca é outra variedade que foi melhorada para ficar resistente a podridão radicular". Ela produz cerca de 10 toneladas, mas com adubo e talvez não produza bem em Araripina.
Ficou a dúvida e o pânico. De onde traremos maniva para doar aos plantadores de Araripina?

LOGÍSTICA
Para aproveitar as poucas chuvas previstas para o próximo inverno, já era preciso que as terras estivessem sendo aradas e corrigidas com gesso agrícola e calcário. Ainda não estão, o que certamente acarretará em falta de tempo e de trator para a empreitada pretendida. Depois de iniciado o período invernoso, os donos de tratores só irão trabalhar para quem tiver a maior quantidade de terra contínua e só aparecerão para arar 5 tarefas de cada plantador contemplado com o programa quando terminar os serviços mais rentáveis.
Isto se chama mercado.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

SEGURANÇA


Governo quer usar superbloqueador de celular em presídios

Vannildo Mendes, Estadão 
Para reforçar o combate à violência em São Paulo, o Ministério da Justiça incluiu no pacote de ajuda ao Estado um moderno aparelho para bloqueio de celulares em presídios.
Chamada GI-2, a maleta de interceptação de última geração identifica com precisão o número do aparelho e o chip, uma arma essencial no combate a organizações criminosas comandadas de dentro dos presídios, como o Primeiro Comando da Capital (PCC).
Testada recentemente no complexo penitenciário de Salvador, que tem 6 mil detentos, a maleta detectou 1,5 mil celulares em posse dos presos. Os aparelhos foram bloqueados e recolhidos. Uma estatística reforça, no governo, a crença na eficiência do equipamento: nos dias seguintes, a criminalidade geral na capital baiana - incluindo homicídios - teve redução média de 25%.

Tanto quanto merecemos


Renan Calheiros e as 'circunstâncias políticas'

Cinco anos depois de renunciar à presidência do Senado fustigado por um escândalo político, senador alagoano se prepara para reassumir o cargo
Laryssa Borges, VEJA Online
"Presidir esta Casa é consequência das circunstâncias políticas”. Era 4 de dezembro de 2007, quando o alagoano Renan Calheiros, um dos principais líderes do PMDB, cedeu e, para usar suas próprias palavras, decidiu “arredar o pé” e renunciar à presidência do Senado Federal.
A decisão, lida às 16h no plenário, marcou o desfecho de uma crise que se arrastou por 194 dias e evitou que ele, enxovalhado por denúncias, mais do que a cadeira de presidente, perdesse também o mandato.
Aos 57 anos, 18 deles no Senado, Renan Calheiros se considera um sobrevivente. Aprendeu desde cedo que, nos corredores do Legislativo estadual ou nos carpetes de Brasília, deveria manter sempre o pé em duas canoas.
Apontado como um dos mais hábeis políticos em atividade, tem como lema negociar antes de enfrentar, mas também é conhecido pela personalidade vingativa e pelo apetite voraz pelo poder.
Depois de passar cinco anos atuando nos bastidores, remendando alianças estremecidas e contemplando aliados, Renan se prepara para sair das sombras e voltar à presidência do Senado em fevereiro - com o aval do Palácio do Planalto.

 
Foto: Minervino Junior/Agência BG Press

Diplomático, o peemedebista não bate de frente com candidatos alternativos à sucessão de José Sarney. Para aliados, é propositadamente “dissimulado”. Em campanha velada, distribui afagos – e, como de praxe, promete cargos – para aplacar potenciais opositores.
No Senado, amansou peemedebistas: Roberto Requião ficou com a presidência do braço brasileiro do Parlamento do Mercosul; Eduardo Braga virou líder do governo; Romero Jucá foi nomeado relator do Orçamento para 2013; e Vital do Rêgo ganhou notoriedade como presidente da CPI do Cachoeira.
"Ele nasceu para fazer política, tem o dom da articulação. Participa, influencia, decide, ajuda. Renan é um articulador nato, ele sabe fazer", diz o líder do PTB no Senado, Gim Argello.
Atualmente, voltou a cair nas graças do Palácio do Planalto por ter atuado diretamente no controle do ritmo – e da abrangência (restritíssima) - das investigações da comissão de inquérito que apuraria as relações do contraventor goiano Carlinhos Cachoeira com empresas e políticos.
Também é relator da prioritária medida provisória que propõe mudanças no setor elétrico, considerada a menina dos olhos da presidente Dilma Rousseff.
Reservadamente, diz não acreditar que a relatoria da MP possa sacramentá-lo na presidência do Senado. Mas sabe que qualquer deslize na condução do texto sobre os novos contratos do setor elétrico invariavelmente provocará uma ofensiva direta do Palácio do Planalto contra suas aspirações.

Bom de poço?

Araripina vive um real colapso de seus mananciais hídricos. Vergonha ou não, um poço que oferece cerca de 10 mil litros de água por hora, perfurado ainda no governo Dionéa Lacerda, e depois desativado em governos seguintes, está PARADO, por falta de bomba ou adequado reparo.

DESAFIEI o interventor do estado em Araripina a provar que é bom de poço. Aqui no blog, prometi premiá-lo com uma caixa de viagra - para passar o presente à frente, deixando-o na mesa do governador Eduardo Campos, o homem que mostra coragem e apetite para encarar disputa presidencial.
Estamos esperando. Poço é obra indispensável. Se não chegar chuva logo, só os poços nos salvarão.
Cabe perguntar: O interventor vai provar que é bom de buraco (poço) ou vai deixar Araripina sem água?

Araripina: "Governo Técnico" não é moleza.

O prefeito eleito Alexandre Arraes anunciou que pretende montar uma equipe técnica para governar. Este é o sonho de 'verão' de todo administrador. Eduardo Campos teve coragem. Mas antes de ter coragem se cercou de cuidados: dinheiro em caixa, apoio político interno e externo e herança boa (a de Jarbas), que lhe entregou dinheiro em caixa, projetos prontos,  projetos em andamento e projetos elaborados, além de uma equipe de efetivos devidamente preparada e razoavelmente remunerada.

O CENÁRIO MUNICIPAL
É preciso fazer censo municipal avulso para se conhecer com razoável segurança a oferta de técnicos do município, ou no município. Feito isto, o futuro ou qualquer prefeito passa esta lista pelo filtro político. Descoberta a 'identidade' ou cor política deste técnico, o prefeito 'solta ao vento' para ver se escapa do 'tiroteio' ou fogo amigo.
Depois de todo esse processo de 'desmotivação' dos poucos que se prepararam para desempenhar funções técnicas e ao mesmo tempo suportar a 'guerrilha' política, chega o momento do convite.
Convidar técnico é diferente de convidar político. Político convidado aceita o cargo certo de que o técnico vai aparecer para  acelerar as partículas e resolver os entraves, sobretudo limpar 'defeitos técnicos' que causam problemas administrativos no TCE e demandas jurídicas a perder de vista.
O técnico pensa mais. O técnico pensa em remuneração real e não em retorno de outra natureza.
Alexandre Arraes sabe disso.

OS PESSIMISTAS ALARDEIAM
Há quem diga que o filtro político e a  'guerrilha' do 'fogo' amigo deixa Alexandre Arraes sem opção para montar governo técnico. Há quem exagere mais: 'Lula metalúrgico conta nos dedos da mão que o aposentou  os técnicos disponíveis na cidade dispostos a ser secretário ganhando o salário que a prefeitura paga".
O tamanho da lista de técnicos capacitados eu não discuto. Só dou uma informação: O salário que a prefeitura paga aos engenheiros efetivos (civis e agrônomos) é R$ 1.000,00. Há seis anos não concede sequer 1 centavo de reajuste. Vez por outra, faz a opção de contratar empresas (que desconhecem a nossa realidade) por pequenas fortunas. Estas empresas, muitas vezes, contratam gente da cidade para realizar tarefas pagando cinco vez mais que a prefeitura.  Percebe-se por aí que há uma excrecência em curso.

PERGUNTAR NÃO OFENDE
Alexandre vai governar ou vai dar ouvido a politiqueiros de plantão?
Parece que Alexandre já fez suas escolhas principais. Resta saber se tem o que sobrou a Eduardo Campos quando este assumiu o governo do Estado: Gente capaz, dinheiro para pagar bem, finanças equilibradas e força política auxiliada por coragem para romper o ciclo do marasmo.

CONVENHAMOS, não basta rebatizar as secretarias, ou enxugar pastas, dando a estas a mesma nomenclatura das pastas estaduais. É preciso saber se o município dispõe de elementos fundamentais para estabelecer o link direto. É preciso, pelo menos, saber se cada secretaria dispõe de um gestor que 'morra de fazer sozinho' o que, muitas vezes, resulta em nada, por falta de contra-partida no caixa ou por falta de um simples terreno escriturado para edificar algo conquistado.

MUITAS VEZES, ganhar eleição não é tão difícil quanto arranjar coragem para quebrar paradigmas depois de eleito. Nós ainda não conhecemos Alexandre no quesito citado. À ele, devemos conceder o benefício da dúvida a este respeito. Há muita esperança em jogo e o destino de quase cem mil pessoas em suas mãos. Araripina precisa de gestão. Só em 2014 teremos bandeiras nas ruas outra vez.

O tempo voa. Para Alexandre, mais ainda. Sua equipe 'técnica' já deveria está debruçada sobre montanhas de papéis e espalhada pelos órgãos estaduais e federais em busca de brechas para entrar com algum projeto que resulte em conquistas e popularidade inicial, justamente aquela que o gestor precisa para aprofundar as reformas estruturais.  O dia 31 de dezembro é geralmente escolhido para celebrações, confraternizações. Vamos torcer para que Alexandre consiga confraternizar tendo conseguido fazer boas escolhas que lhe permitam entrar em primeiro de janeiro com a máquina toda testada e pronta para acelerar.
A contagem é regressiva. Alexandre está pensativo. É bem melhor do que está afobado.

Guerra explícita não assumida


A cada 9 minutos e 48 segundos uma pessoa é assassinada no Brasil. É o "cronômetro" mais acelerado entre os dez países de maior PIB do mundo. Nos EUA é registrada uma morte a cada 34 minutos; no Japão, uma a cada 813 minutos e no Canadá, uma a cada 861 minutos.
O ranking foi feito pelo IAB (Instituto Avante Brasil), dirigido pelo jurista Luiz Flávio Gomes, com base em dados do Ministério da Saúde e da ONU. O Brasil, que ocupa a 20ª posição no ranking mundial da violência, deve fechar o ano com 53,8 mil homicídios, de acordo com projeção do instituto. Ou 27 por grupo de 100 mil habitantes.
Nos números das dez maiores economias do mundo projetados e compilados pelo IAB, a Rússia, que aparece na 67ª posição mundial de violência, registra 11 homicídios por grupo de 100 mil habitantes. E a cada 11 minutos e 21 segundos uma morte é registrada no trânsito brasileiro.

Fome do gado gerando reação: Sindicalistas podem sair da comodidade

Agricultores de Serra Talhada podem fechar BR-232 em protesto
Entidades que representam agricultores de Serra Talhada (Sertão do Pajeú, a 418 km do Recife), juntamente com a Secretaria Municipal de Agricultura, estarão reunidas, nesta segunda-feira (19), na sede da Federação de Agricultores de Pernambuco (Fetape), onde discutem medidas para forçar a liberação de mais de 100 toneladas de milho para ração animal prometidas pela Companhia Nacional de Abastecimento 

sábado, 17 de novembro de 2012

O que dizem no RS

2014: candidato, Eduardo estaria agindo no Congresso
 Uma reunião há duas semanas em Brasília abriu a porta para o retorno do secretário de Infraestrutura do Rio Grande do Sul, Beto Albuquerque, à Câmara dos Deputados. Ele voltaria na condição de representante do ascendente governador de Pernambuco, Eduardo Campos.
Se o governador de Pernambuco optar por concorrer, Beto deverá ter a missão de buscar aproximação com outros partidos. Uma das suas tarefas seria preparar viagens de Campos pelo país. O diagnóstico é de que hoje ele é muito popular no Nordeste, mas ainda é pouco conhecido pela população de outras regiões.
Licenciado, Beto foi chamado por ter trânsito no Congresso. Com a experiência de vice-líder do governo Lula, ele teria o perfil para robustecer a bancada e ajudar a montar as estratégias do partido de chegar ao Planalto.
Na conversa, o interlocutor Roberto Amaral, vice-presidente nacional do PSB, convidou Beto para assumir o posto de líder da sigla na Câmara. O discurso oficial é de que a bancada partidária precisa ser fortalecida, mas, por trás da estratégia, estaria a pavimentação da possível candidatura de Campos à Presidência em 2014.(Com informações do jornal Zero Hora)


QUER FUNCIONAR: Milho ou sorgo, caso não apareça mandioca

Aparecido Pianuci

A Maxx Amidos, conseguida para Araripina na administração Valdeir Batista, está se preparando para iniciar suas atividades. Cansada de esperar por mandioca, vai de milho ou de sorgo. O milho que vem de outros estado; o sorgo que poderá ser produzido na região mesmo.
Para a região, o sorgo tem uma vantagem: serve de ração para os rebanhos e poderá induzir a expansão de outra atividade que gera muitos empregos: a avicultura, já prevista no mesmo Plano Diretor que definiu eixos estratégicos para Araripina. .

MANDIOCA
Antenado com o problema e disposto a reerguer a atividade da mandiocultura em Araripina, o prefeito eleito Alexandre Arraes está com uma ação gigantesca engatilhada: "Terra Pronta" é o nome do programa que vai distribuir 8 metros cúbicos de maniva e 1,5 hectare de terra arada para cada pequeno plantador do tubérculo. Na região não há mandioca suficiente nem com boa maniva. Esta vem de fora. Ou seja: o que antes era dado e/ou desperdiçado, agora será comprado em lugar distante, provavelmente Alagoas, onde 'abunda' (?) a variedade sergipana, já testada e adaptada em nossa chapada.
Pelo ritmo das buscas por cadastramento, Alexandre vai precisar de estimáveis 24 mil  metros cúbicos de maniva. Isto corresponde a  aproximadamente 270 carradas de 90 metros cúbicos cada. Com esta iniciativa, o prefeito eleito poderá soerguer o setor que mais emprega, gera e distribui renda no município, e que por isso é a porta de saída para programas assistencialistas que geram preguiça e marasmo em qualquer parte do planeta. Com isto, já será forte candidato ao Prêmio "Prefeito Empreendedor" do SEBRAE.
Podem debitar no imponderável, ou na conta de São Pedro, a variável que define se vai ou se para tudo: CHUVA.
Leia aqui reportagem sobre o atraso da MAXX AMIDOS

A 'CONTA DO BESTA'
Os números da mandioca:
5 metros cúbicos de maniva é a média de consumo/ha
1,5 hectare de terra arada para cada pequeno produtor
3 mil produtores devem ser beneficiados
20 cm é o tamanho adequado de cada maniva
6 gemas por maniva é o ideal
2 centímetros deve ser o diâmetro mínimo da maniva
12 meses deve ser a idade da planta para colher a maniva
2.500 a 3.000 manivas é o que rende 1 metro cúbico
72 milhões de pés de mandioca é o que Alexandre Arraes deve ajudar a plantar para recomeçar a mandiocultura quase do zero em Araripina.

Em moeda legal e corrente no Brasil, somente o próprio Alexandre Arraes tem as 'contas do sabido' ou projeções feitas.

CUIDADOS FITOSANITÁRIOS
Antes de qualquer coisa, a prefeitura de Araripina, em parceria com o governo do estado, precisa destacar técnicos experientes para vistoriar as lavouras e contratar mão-de-obra braçal para arrancar as partes aéreas de plantas que apresentem sinais de doença nos mandiocais que serão adquiridos em Alagoas e em outros estados. Assim, reduz-se bastante o risco de trazer para o município maniva de plantas doentes.

O interventor Adalberto Freitas recebeu de Alexandre Arraes os indicativos necessários para a adoção de medidas visando à implantação do Programa 'Terra Pronta'. De pronto cuidou de fazer a máquina andar neste sentido. Reuniões com técnicos, produtores e órãos importantes foram realizadas. Planejamento genérico foi elaborado. Questões orçamentárias estão sendo vistas e revistas, para que pouca coisa fique fora do idealizado quando as chuvas começarem a cair. Há um detalhe: O ideal é que a terra já esteja pronta, inclusive com a devida correção de PH, quando as chuvas começarem a cair. Estamos sobre montanhas de gipsita, que tritudado vira gesso agrícola, o que reduz drasticamente a necessidade de calcário vindo de fora. Corrigir e adubar para plantar mandioca não é gastar, e sim fazer poupança rentábilíssima ou aplicação segura de curto prazo. Significa usar menor quantidade de terra e de horas de trabalho para produzir mais e lucrar o dobro.
Eduardo Campos, se é mesmo candidato a presidente, deveria entrar com alguns caçambões de calcário, fósforo e potássio. Mesmo que para fazer comparativos, deveria 'aplicar' um pouco agora, 'subindo nas costas' do parente e usando as terras da chapada do querido e estimado avô Miguel Arraes. Mais adiante, daqui 12 meses, poderia resgatar os 'rendimentos', chegando com máquinas fotográficas e filmadoras para colher imagens que atestarão seu arrojo e determinação para fazer voltar a prosperar uma terra e um setor que outros tentaram viciar.
De quebra, diria ao País, em rede de Televisão, que fez funcionar em pleno sertão seco uma das maiores fábricas de amido do Brasil. PLUS: Chegaria, ainda o Estado, com a prometida fábrica de álcool derivado da manipueira, o líquido mal cheiroso que fica por aí poluindo e tornando 'suja' uma atividade que é limpa.  Com obras do PAC 'tartarugando' e economia definhando, não tem Dilma que acompanhe essa pisada.
Efeitos da adubação você verá em outra 'reportagem', com a palavra de quem entende do assunto.





"Culpa" também nossa

O Jornal do Comércio anunciou o fim da comercialização da edição impresa em Natal, João Pessoa, Campina Grande, Rio de Janeiro e São Paulo, por  simples falta de lucratividade.
A culpa é da falta de hábito de leitura, mas também tem relação com a internet, através da qual os blogs levam a informação com muito maior rapidez. Hoje,de qualquer lugar que se esteja, o interessado pode colher uma foto 'fantástica', e mesmo com um texto capenga, noticiar em primeira mão um grande acontecimento.  
O JC só será comercializado nas praças distantes em meio digital. Até assim terá dificuldade de vender. Outros jornais fazem o mesmo em lugares distantes. O JC precisa entender que é preciso colocar jornalistas na estrada em busca de notícia. Como fez Magno Martins em busca dos 'elementos' da seca do século.

Sem pegada

Inaldo Sampaio narra sem cerimônia a facilidade que Eduardo Campos terá para superar Aécio Neves na disputa presidencial. Enquanto o pernambucano não dorme em serviço, o mineiro nem chega a pegar nas ferramentas de trabalho. 
Leia:
A preguiça – É por essa e outras que dificilmente Aécio Neves (PSDB-MG) será presidente da República. Ele era convidado de honra para o casamento de Joesley Batista (dono do Friboi) com a jornalista e apresentadora do Jornal da Band, Ticiana Villas Boas, estava em SP no dia do casóriomas não atendeu ao pedido do líder Bruno Araújo (PSDB-PE) para ir abraçar os noivos".

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Sem pistas do secretariado


Muita gente entra aqui  esperando encontrar alguma linha sobre o secretariado que Alexandre Arraes anunciará em dezembro. Alguns se frustram e chegam a me perguntar sobre o assunto na rua, como se eu soubesse e não quisesse revelar, para preservar a única fonte, que é o próprio prefeito - Único a saber (?).
Não sei. Não ouvi. O que sei é o que o prefeito eleito informou em entrevista: "Será predominantemente técnico". 
Também entendi  o sinal que Ricardo Arraes deixou na página de Iveraldo Nascimento, em comentário a uma postagem feita pelo jornalista  no Facebook.
Iveraldo postou: "Gosto de apresentar os meus programas de rádio, mas quando consigo levar ao ar um tema que realmente interessa e com um entrevistado que sabe discorrer sobre o assunto é bem melhor. A entrevista que fiz com DADIN (CISAPE), foi muito boa. Ele é daqueles cidadãos que realmente ajudam. Parabéns, DADIN!"

Ricardo Arraes comentou:
" No nosso governo a meritocracia vai prevalecer sobre a falta de produção e capacidade de realizar".


Há um consenso na rua: A primeira-dama Roberta Bertini vai assumir pasta relevante no governo municipal, e a prova disso é que seu sucessor no DETRAN já foi até escolhido. Bruno, conhecido de muitos pela eficiência e agilidade, substitui Roberta. As apostas mais fortes são: Roberta na Saúde ou na Assistência Social. 
Alexandre Arraes, em entrevista, antecipou que o secretário de saúde que for escolhido terá que ir à capital fazer um treinamento com a equipe do Secretário Estadual Antônio Figueira, um dos homens que mais entende de saúde pública e de SUS no País. Ou seja: O secretário poderá ser um 'não muito entendido'.
Alexandre poderá contrariar os apostadores de rua e nomear a esposa como braço forte, para a Chefia de Gabinete ou, se for o caso, para as finanças. Somente para as finanças ela precisaria de suporte técnico. Para o gabinete ela dispensaria até mesmo assistência, pois faz política muito bem. 
O único risco que Alexandre correria neste caso seria o mesmo que correram e pagaram caro Valdeir Batista e Lula Sampaio, ao nomearem cunhado e irmão, respectivamente,  para a pasta mais próxima ao gabinete do prefeito. 
Para quem não entende do ramo, ocorre o seguinte: Quando o gabinete nega e o auxiliar não é homem próximo por laços de família ao prefeito, fica ainda uma esperança e nunca uma negativa do prefeito. Quando este assessor que nega é a segunda pessoa do poder, o desgaste é o mesmo que ocorreria se o próprio prefeito viesse a ser encontrado e negar o pedido. Contudo,  nunca significa dizer que o assessor/parente é incompetente, e sim que ele representa a frustração direta de um sonho. Sabemos todos que a prefeitura dá um sim e dez nãos. Façam as contas.
Todo governante bem sucedido coloca a pessoa mais humilde, entre aquelas de sua confiança, para ser seu ouvido na ante-sala. Simples. Mas também sorridente, feliz e bem resolvida pessoalmente e sobretudo capaz de ouvir queixas sem tirar a razão do interlocutor nem se aborrecer. Só ouvir e processar, fazendo aquilo que seu Né Ramos ensinava: "Conhecer e conservar".
Alexandre tem a cartilha boa completa. É provável esteja em sintonia com os 'apostadores de rua' e que coloque Roberta justamente no lugar de dizer sim, e de fazer caridade, que é a Assistência Social, onde muitos técnicos estão sempre à disposição para fazer um bom trabalho sem reivindicar reconhecimento político da população. 
As assistentes sociais, em suas conferências, tentam evitar esse tipo de escolha. Mas, se Alexandre deu a entender que vai fazer governo essencialmente técnico, precisará fazer política onde faz caridade. Talvez por isso as ruas andem espalhando que Roberta vai ser a mulher forte da 'caridade' municipal. Justamente para transformar o sim em apoio popular e o não em esperança. 
Que fique claro: Estou 'chutando' com base nos boatos de rua e na conjuntura, mas vejo que a atual secretária, Fernanda, está em sintonia com a equipe que montou e que por isso é forte nas apostas.

OUTROS BOATOS DE RUA
Maria Ramos na AEDA ou Educação, Alexandre Laje na saúde (teria  recusado pelo tamanhinho do salário e tamanhão do prejuízo financeiro que sofreria). Mais não ouvi. Ouvi mais sim, mas sem nexo.
Comentário: Maria Ramos foi convidada para dirigir a AEDA no início dos seis meses de Alexandre, mas agradeceu o convite informando que tinha um compromisso de não abandonar Gerôncio no seu último ano de mandato como prefeito de Trindade. Agora está livre.

SEI DOS RISCOS: Tudo que eu postar aqui neste sentido será mal entendido por muitos. Só o fiz para não passar a ideia de que estou fugindo do assunto. A verdade é: Não sei mesmo. O que falei é o que as ruas já falam sem pedir segredo.

Quase 'mais um'


Avião da Air France que saiu do Rio para Paris fez pouso forçado

Companhia diz que motor de aeronave que seguia para Paris teve problemas técnicos
Ruben Berta, O Globo
Um voo da Air France que saiu do Rio com destino a Paris na noite desta quinta-feira foi obrigado a desviar sua rota e fazer um pouso no Aeroporto de Casablanca, em Marrocos, por causa de problemas técnicos. De acordo com a assessoria de imprensa da companhia aérea, o Airbus 330, com 201 passageiros, aterrissou às 8h51m (6h51m no horário de Brasília) desta sexta-feira na cidade africana.
De acordo com passageiros, houve clima de pânico na aeronave e equipes dos bombeiros e ambulâncias aguardavam a chegada do Airbus no Aeroporto de Casablanca. A Air France informou que “todos que estavam a bordo foram atendidos (com informações, bebidas e refeições) pelas equipes locais da empresa”.
Ainda segundo a companhia, “eles serão encaminhados hoje (sexta-feira) para Paris a bordo de uma outra aeronave, enviada especialmente para Casablanca”. Alguns desses passageiros já estão sendo encaminhados para outros voos da Air France, conforme as solicitações de cada um.

Chamam de "Guerra Santa"


Exército israelense aumenta mobilização após ataque a Jerusalém

Ministério da Defesa pede 75 mil reservistas ao governo
O Globo
Após ataques de militantes palestinos atingirem Tel Aviv e Jerusalém - cidade sagrada para cristãos, judeus e muçulmanos - o Exército israelense aumentou a convocação de reservistas para 75 mil, em sinal de que o país pode estender sua ofensiva militar contra a Faixa de Gaza a ataques por terra.

Foto: Reuters

O ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, mandou a proposta de mobilização para o governo e espera uma aprovação rápida do projeto, enquanto seus assessores ligam para pedir o apoio dos demais ministros, segundo fontes da agência Reuters.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

A GRANDE NOTÍCIA: Na pior das hipóteses, a prefeitura pagará 125 mil por mês para sair da inadimplência.

Governo parcela dívida de estados e municípios com INSS e dá desconto

MP 589, que abre possibilidade, foi publicada no 'Diário Oficial da União'.
Débito terá corte de 60% na multa, 25% nos juros e de 100% em encargos.


A presidente da República, Dilma Rousseff, assinou a Medida Provisória 589, publicada no "Diário Oficial da União" desta quarta-feira (14), autorizando o parcelamento de débitos dos estados, do Distrito Federal, e dos municípios com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e, também, o desconto de 60% nas multas de mora, de 25% nos juros e de 100% nos encargos legais.
O parcelamento se dará por meio de abatimento de repasses feitos pelo governo federal por meio do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Os pedidos de parcelamento deverão ser efetuados até o dia 29 de março de 2013, diz a MP publicada no Diário Oficial da União. 
"Os débitos junto à Fazenda Nacional de responsabilidade dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e de suas respectivas autarquias e fundações públicas, relativos às contribuições sociais, e às respectivas obrigações acessórias, provenientes de competências vencidas até 31 de outubro de 2012, inclusive décimo terceiro salário, constituídos ou não, inscritos ou não em dívida ativa da União, ainda que em fase de execução fiscal já ajuizada, ou que tenham sido objeto de parcelamento anterior não integralmente quitado, poderão ser pagos em parcelas a serem retidas no respectivo Fundo de Participação dos Estados - FPE e Fundo de Participação dos Municípios - FPM e repassadas à União, no valor de dois por cento da média mensal da receita corrente líquida do Estado, do Distrito Federal ou do Município" informou o governo. 
Segundo a Medida Provisória, os estados e municípios que desejarem aderir ao parcelamento devem autorizar o abatimento no FPM e no FPE. "A retenção e o repasse serão efetuados a partir do mês seguinte ao vencimento da obrigação previdenciária não paga, com a incidência dos encargos legais devidos até a data da retenção (...) Na hipótese de o FPE ou o FPM não ser suficiente para retenção do somatório dos valores correspondentes às obrigações devidas, o valor da diferença não retida deverá ser recolhido por meio de Guia da Previdência Social - GPS", informou o governo.
A regra da MP determina ainda que, enquanto estiver vinculado ao parcelamento, o estado ou município não poderá se beneficiar de outro parcelamento de débitos que se refira aos mesmos tributos incluídos neste parcelamento, relativo a competências a partir de novembro de 2012. "A existência de outras modalidades de parcelamento em curso não impede a concessão do parcelamento de que trata esta Medida Provisória", acrescentou o governo.

De o Globo (Esta foi uma contribuição do leitor Jacó Saraiva)

Zé Constâncio quer comprar terreno pertencente a prefeitura para construir Shopping.

Aquele terreno que estamos acostumados a chamar de"Roça de Seu Valdemiro", por onde passa o Riacho São Pedro e também o canal está sendo pretendido pelo empresário Zé Constâncio. A prefeitura o adquiriu na administração Valdeir Batista para transformar num Parque/Praça. Num segundo momento, se pensou na construção de uma academia das cidades. Contudo, era preciso primeiro realizar o sistema de esgotamento sanitário da cidade para se pensar em alguma coisa. O esgotamento está sendo feito. Os pensamentos começam a mudar.
Zé Constâncio quer adquirir o terreno, deixando para a prefeitura 10 mil metros quadrados às margens da perimetral, pagando pela outra parte o valor da época, agora corrigido. No  lugar, quer construir um Shopping, para onde virão muitas lojas, inclusive as âncoras. Araripina está precisando disso. Representa emprego e impostos e o início de um ciclo virtuoso para substituir esse ciclo vicioso que se criou por aqui.
Em outros lugares a prefeitura doa o terreno. Eduardo Campos doou meia Goiana para que a Fiat se instalasse.

O interventor me chamou. Vai ganhar uma caixa de viagra se cumprir a promessa que fez.


Acabo de chegar da prefeitura. Mais exatamente do gabinete do interventor. Ele mandou me chamar. O intermediário foi Brenno Ramos e não Jorge Posseti. Então conclui precipitadamente: O assunto não é de jornalismo e sim de desacato ao chefe. Para quem não sabe, eu sou engenheiro agrônomo da prefeitura, ou Promotor de Desenvolvimento Rural (concursado).
Bati tanto no cidadão nos últimos dias que sai da farmácia convicto de que estava enrascado. "Se fosse assunto da imprensa o convite seria através de Possetti", pensei em voz baixa. Então, conclui:  "Deve haver por lá algum inquérito administrativo para me enquadrar. Alguma lei que não conheço, envolvendo intervenção, foi ferida".
Ao entrar avisei logo: "Não tenho advogado".

O Coronel sorriu e foi logo perguntando porque não estive presente na coletiva de imprensa que ontem concedeu. "Não fui chamado, talvez por não ser jornalista, nem radialista", respondi. O fato é que não sou e nem me sinto jornalista. Jorge Possetti tem razão quando não me chama para essas coisas.

O CORONEL QUERIA ELUCIDAR. EU SÓ PENSAVA EM COBRAR POÇOS.
Mania que tenho. Perdi a oportunidade de entupir o Interventor de perguntas, de desconcertá-lo. Só pensei em aproveitar a oportunidade para cobrar o que o povo cobrava na campanha: POÇOS. Poços na beira do riacho, com vazão acima de 10 mil litros, para evitar colapso hídrico em alguns dias.
O coronel debateu o assunto com Brenno e com seus auxiliares da área jurídica, determinando em seguida que medidas legais fossem adotadas para possibilitar a perfuração de 20 poços. "De cinco em cinco", sugeriu.
A partir de agora vou ter elementos para testar a velocidade de sua equipe de licitação e também o 'apetite' e coragem cívica  de Brenno Ramos. O Interventor vai ter que provar que é  mais ágio que a oposição no quesito  'furar buraco'. Até agora, ninguém chegou perto da marca da ex-prefeita Dionéa Lacerda. A oposição está 'ameaçando' chegar com dez furos. Dra. Dionéa fez quase todos os poços existentes em Araripina entre 1993 e 1996. O Coronel quer fazer 20. Se conseguir fazer cinco, já terá conseguido ganhar uma caixa de Viagra para presentear Eduardo Campos. Como todos sabem, ele terá que encarar Dilma em 2014 (na disputa presidencial). Dou o maior apoio.
Esse viagra fica por minha conta. Furar buraco virou assunto para o Interventor. Se vire!
Agora, das duas uma: Se realizar fica com boa fama. Se falhar....

DOUTORES, APERTEM MÍRIAN
Ao entrar no gabinete do Inteventor, me deparei com Mírian, que provisoriamente responde por assuntos da área de saúde no município. Mais ou menos o que aconteceu na época de Valdeir Batista. Não ouvi nada sobre negociação com os médicos que ameaçam fazer greve. Mas é certo que Mirian não foi convocada para tomar coca-cola no gabinete do 'prefeito' às 17:00 horas. Chá das 5 é coisa de escritor e não de interventor.
Portanto, quem for médico e souber o telefone de Míriam, pode apertá-la. Qualquer novidade, me informem. Prometo não deixar faltar Ambra-Sinto na Farmácia Piauí.